adblock ativo

Accioly promete mais 3

Publicado domingo, 30 de dezembro de 2007 às 20:42 h | Atualizado em 30/12/2007, 20:42 | Autor: Daniel Dórea, do A Tarde
adblock ativo

Se o grupo de 2007 do Bahia era bastante inchado, o que vai disputar a próxima temporada está mirradinho. Do grupo que disputou a última Série C, 13 jogadores deixaram o Fazendão. Por enquanto, a diretoria trouxe apenas quatro para compensar. Mesmo assim, na semana passada, o diretor de futebol do clube, Ruy Accioly, garantia que estaria satisfeito com apenas mais um goleiro para a disputa do Baianão e da Copa do Brasil.

Bastou o técnico Paulo Comelli reclamar em entrevistas aos canais de TV, rádios e jornais para o dirigente mudar de opinião. “Eu fui mal interpretado. Disse que até o 27 iria tentar só um goleiro, mas ele está dizendo que quer mais três reforços e nós vamos contratar quantos ele quiser”, garantiu Accioly, que concedeu entrevista por telefone à reportagem de ATEC direto de sua casa de praia.

Comelli pede à diretoria apenas o que é necessário, já que ele conta só com Inho para a meia direita e com apenas quatro atacantes, quando, segundo o treinador, “normalmente se trabalha com seis”. O meia Ananias e o atacante Deon também estão no elenco, mas, por enquanto, são apostas das divisões de base. No gol, Darci é a única opção com alguma experiência, já que Paulo César e Paulo Eduardo nunca disputaram uma partida pelo time profissional do Bahia.

Para explicar a demora nas contratações, Accioly voltou a reclamar da escassez no mercado. “Tá dificil. Tem poucos bons jogadores disponíveis. Quando os Estaduais terminarem, a oferta fica maior e teremos mais alternativas, afinal, diminui a concorrência das equipes menores de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas”, esclareceu o cartola.

No grupo que treinou ontem  de manhã, trabalha hoje de manhã e folga na terça, ainda restam duas dúvidas: o lateral-esquerdo Daniel, em testes, e o direito Carlos Alberto, que tem contrato até 31 de janeiro. “Quando chegar o dia, decidiremos o que fazer”, disse Ruy. O diretor dizia que queria renovar com Dudu, mas acabou dispensando o volante. Para ele, tem “muito jogador para uma posição só”.

Pago – Depois de chiar para a imprensa, Elias recebeu seu 13º. Agora só falta a premiação e o salário de novembro, já que o de dezembro ainda não venceu. “Quando um jogador cobra, procuramos pagar logo porque significa que ele tem uma maior necessidade”, justificou Ruy.

Por enquanto, os demais atletas que disputaram a temporada passada ainda esperam o prêmio e os salários.

adblock ativo

Publicações relacionadas