adblock ativo

Ana Marcela fatura bronze no Pan-Pacífico; Allan do Carmo é quinto

Publicado segunda-feira, 13 de agosto de 2018 às 23:04 h | Atualizado em 14/08/2018, 10:18 | Autor: Estadão Conteúdo
A baiana acabou cruzando a linha de chegada com o tempo de 2h08min27s
A baiana acabou cruzando a linha de chegada com o tempo de 2h08min27s -
adblock ativo

O Brasil quase conquistou mais uma medalha de ouro no Pan-Pacífico, na noite desta segunda-feira (manhã de terça no horário local), em Tóquio, no Japão. Na maratona aquática, de 10 quilômetros, a baiana Ana Marcela Cunha chegou a liderar durante boa parte da prova, mas acabou em terceiro lugar e faturou o bronze.

A atleta liderava a disputa até a quinta e última volta do trajeto, quando foi ultrapassada por duas rivais. A baiana acabou cruzando a linha de chegada em terceiro, com o tempo de 2h08min27s. Ficou atrás somente da norte-americana Haley Anderson, com 2h08min24s, e da australiana Kareena Lee, com 2h08min26s.

A campeã da prova, que encerrou o Pan-Pacífico, foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, tem dois títulos mundiais na prova de 5km e era a atual campeã da prova do Pan-Pacífico, por ter levado o ouro na edição de 2014, em Gold Coast, na Austrália.

Ana Marcela é a atual líder do circuito de maratonas aquáticas da Federação Internacional de Natação (Fina). Após competir em Tóquio, que também será a sede da Olimpíada de 2020, ela voltará a competir no circuito. A próxima etapa está marcada para 16 de setembro, na China.

Allan do Carmo

Outra brasileira na disputa, Viviane Jungblut ficou no 14º lugar, com o tempo de 2h13min57s. No masculino, o baiano Allan do Carmo teve chances de subir ao pódio, mas terminou na quinta colocação, com o tempo de 1h59min23s. Já Victor Colonese foi o oitavo colocado, com 1h59min27s.

A medalha de ouro foi para o norte-americano Jordan Wilimovsky (1h58min50s). O canadense Eric Hedlin (1h58min56s) e o australiano Nicholas Sloman (1h59min20s) completaram o pódio.

Com o pódio de Ana Marcela, o Brasil chegou a sua quinta medalha na competição, superando os quatro pódios da edição anterior do Pan-Pacífico, em 2014. Antes da maratonista, faturaram medalhas em Tóquio a equipe do revezamento 4x100 metros livre masculino (ouro), Leonardo de Deus (200m borboleta) e João Gomes Júnior (100m peito), ambos com a prata, e Vinicius Lanza, com bronze nos 100m borboleta.

adblock ativo

Publicações relacionadas