Após boatos sobre falta de comida, presidente do Flu de Feira renuncia cargo

Publicado segunda-feira, 22 de março de 2021 às 18:45 h | Atualizado em 19/11/2021, 12:00 | Autor: Da Redação

O presidente do Fluminense de Feira, Antônio Deraldo da Conceição, anunciou que está deixando o cargo a frente do Touro do Sertão. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira, 22, através de carta aberta enviada ao Conselho Deliberativo do clube feirense.

>> Veja tabela de classificação e jogos do Baianão

Após o empate em 1 a 1 com o Bahia, neste domingo, 21, válido pela 6ª rodada do certame estadual, boatos a respeito de falta de comida no clube feirense passaram a circular nas redes sociais, junto com um vídeo dos jogadores comendo pizza depois da partida.

Por conta das acusações, Deraldão — como é popularmente conhecido — gravou um vídeo dentro das dependências do clube rebatendo os rumores e mostrando panelas cheias de comida. Ele ainda afirmou no vídeo que estaria saindo do clube e que não precisa passar por essas situações.

“Vem com mentira dizer que não tinha comida. Não dá pra mim não. O presidente do conselho disse que ia apurar, pedir afastamento do presidente. Oh, meu irmão, não precisa disso não. Estou saindo agora. Tenho minhas empresas para cuidar, são minhas empresas que dão meu sustento", afirmou.

Junto com seu vice Zaqueu Tanan, Deraldão havia vencido as eleições para a presidência do Fluminense de Feira no dia 21 de janeiro deste ano. Com pouco menos de dois meses no cargo, Tanan anunciou sua saída do clube, no dia 11 de março, alegando “divergências com a condução administrativa do clube”.

Após a saída do gestor, o presidente do conselho, Antonio Raimundo Gomes dos Santos, assume de forma interina. Em entrevista a uma rádio local, Deraldo afirmou que novas eleições deverão ser realizadas no clube dentro do prazo de 30 dias.

O antecessor dele no cargo executivo do Touro do Sertão era o deputado estadual Ewerton Carneiro (PSL), conhecido como ‘Pastor Tom’. O ex-mandatário também havia renunciado a presidência em dezembro do ano passado.

Publicações relacionadas