Após oito vitórias seguidas, Charles 'Do Bronx' vai disputar cinturão dos leves no UFC

Publicado sexta-feira, 19 de março de 2021 às 19:40 h | Atualizado em 19/11/2021, 11:59 | Autor: Da Redação

O Brasil terá a oportunidade de conquistar mais um cinturão no Ultimate Fighting Championship (UFC). Depois de muita espera e merecimento, o carioca Charles ‘Do Bronx’ Oliveira tem luta marcada contra o americano Michael Chandler, pelo título vago dos pesos leve, no UFC 262, marcado para o dia 15 de maio.

A sequência é assustadora. O maior finalizador de toda a organização vem de oito triunfos consecutivos em cima de nomes consolidados do MMA, como Clay Guida, Jim Miller, Kevin Lee e Tony Fergunson. Em seu cartel, Do Bronx ostenta 30 vitórias, sendo 19 usando do Jiu-Jitsu, oito derrotas e uma luta sem resultado. A última vez que Charles sofreu um revés foi em dezembro de 2017.

Do outro lado, Michael Chandler é um veterano recém-estreado no UFC. Ex-campeão peso leve do Bellator, o americano fez sua primeira luta pela empresa em janeiro deste ano, quando nocauteou de forma impressionante o neozelandês Dan Hooker. Com isso, o presidente da organização, Dana White, já o incumbiu da missão de disputar o título. Até o momento, Chandler possui um histórico de 22 vitórias e cinco derrotas.

Impasse da categoria

Por alguns meses, a categoria dos pesos leves viveu um grande impasse. Isso porque, o ex-campeão da divisão, Khabib Nurmagomedov, decidiu abandonar a carreira de lutador após o falecimento do seu pai e treinador, Abdulmanap Nurmagomedov, vítima da Covid-19. Considerado um dos campeões mais dominantes da história, o russo encerrou sua gloriosa carreira sem perder uma luta sequer, tendo 29 lutas e 29 vitórias.

A precoce aposentadoria de Khabib fez com que o presidente da organização, Dana White, tentasse de todas as formas possíveis que o campeão mudasse de ideia. A última conversa entre eles aconteceu a poucos dias e foi registrada pelo chefão do UFC em sua conta no Instagram, informando que o russo permaneceu irredutível na sua decisão.

“29, zero. É isso. Ele está oficialmente aposentado. Foi incrível assistir você trabalhar, Khabib. Obrigado por tudo e aproveite o que virá na sequência, meu amigo”, escreveu o mandatário.

Publicações relacionadas