Atlético-BA tenta surpreender Fortaleza para chegar na semifinal

Carcará representa a Bahia nas quartas e entra em campo como azarão nesta terça-feira, 22

Publicado terça-feira, 22 de março de 2022 às 07:00 h | Atualizado em 21/03/2022, 22:14 | Autor: Celso Lopez
Elenco do Atlético treina de olho nas quartas da Copa do Nordeste, fora de casa, contra o favorito Fortaleza; o que vier é lucro
Elenco do Atlético treina de olho nas quartas da Copa do Nordeste, fora de casa, contra o favorito Fortaleza; o que vier é lucro -

Atual campeão estadual, o Atlético de Alagoinhas representa a Bahia na Copa do Nordeste. Depois de estrear na competição já com uma classificação e sem sustos, o Carcará mostrou suas garras e não precisa provar mais nada para ninguém. Agora, a nova missão do clube será em duelo único, nesta terça-feira, 22, na Arena Castelão. O adversário é o Fortaleza, que começará o jogo das 21h35 como favorito,  mas não pode subestimar o time baiano.

Talvez o competidor do outro lado não pudesse ser pior. O Tricolor do Pici é a única equipe da competição que disputará a Copa Libertadores da América de 2022, por exemplo. Sem segredo, o Atlético entra como zebra, mas já fez mais que o suficiente ao chegar à fase mata-mata logo na sua primeira participação no Nordestão. Por ser o único time baiano vivo no estadual e na Copa do Nordeste, pode-se dizer que também é o grande vencedor do estado nesse primeiro trimestre de futebol.

O confronto entre os dois times será novidade. Em nenhum momento da história eles se enfrentaram e, por serem do mesmo grupo, não tinham chance de travar nenhum duelo antes das Eliminatórias. Outra peculiaridade do jogo será a presença do árbitro de vídeo. A partir das quartas de final, ou seja, do jogo desta terça, os jogos contarão com o auxílio da tecnologia nas decisões de campo.

No modelo de jogo único, em caso de empate, a decisão se dará por pênaltis. Por ser fora de casa, é natural pensar que o Carcará tentará aproveitar mais dos contra-ataques para surpreender o Fortaleza. Como motivação, além da vaga, a equipe que passar vai receber uma cota de R$ 350 mil. 

O time dos feitos

Desde 2019, o Atlético de Alagoinhas tem sido ‘o time dos feitos’. Ao passar frequentemente em segundo lugar na fase de grupos, o time criou casca e conquistou o Campeonato Baiano na temporada passada. Este ano, o Carcará estreou na Copa do Nordeste e avançou, diferentemente do próprio Bahia, por exemplo. Porém,  o treinador Agnaldo Liz, em exclusiva para o A TARDE, põe o pé no chão e diz que tudo isso é somente passado e o que é mais importante são as vagas tanto no estadual como na Copa do Nordeste.

“Apesar de sermos os atuais campeões do estadual, isso foi ano passado, então focamos no agora. Sempre deixamos claro que a prioridade foi a vaga no Campeonato Baiano e conseguimos a classificação, isso foi muito importante. A Copa do Brasil nós acabamos não conseguindo, mesmo considerando ser um jogo tão importante devido à condição financeira do clube, mas não foi possível. E dentro do planejamento da Copa do Nordeste, estamos classificados. Um fato importante, inédito, conseguimos um último resultado que empolgou toda a cidade, todos nós”, afirmou o técnico.

Apesar de entrar no confronto como zebra, Agnaldo evita classificar as quartas de final como o jogo mais importante do ano, já que, segundo o treinador, o clube ainda desconhece até onde pode chegar na competição. “Esse jogo da classificação é importantíssimo, ainda mais por ser na casa do Fortaleza. Não vou dizer que é o jogo mais importante do ano porque não sabemos aonde termina nossa condição”.

Com oito jogos de invencibilidade, sendo três no Nordestão, a torcida do Carcará pode até estar contando cada jogo, mas para o técnico essa sequência irá ser quebrada em algum momento. “É importante estar há alguns jogos sem perder, contudo, também tivemos insucessos lá atrás. Não trabalho em cima dessa sequência, mas trabalho em cima do resultado, que é o mais importante. Nós vamos perder essa invencibilidade em algum momento, só espero que não seja agora. Temos a possibilidade de decidir nos pênaltis caso consigamos um empate. E aí tudo bem perder a invencibilidade depois”, disse o treinador.

Questionado sobre a expectativa para a partida, Agnaldo Liz reconheceu a força do adversário, mas deixou um recado. “A equipe se comporta muito bem, então esperamos fazer um grande jogo diante de um grande adversário. Vai exigir muito de nós, mas vamos exigir muito deles também. Eles terão uma grande surpresa”.

Publicações relacionadas