adblock ativo

Bottas domina primeira sessão de treinos do GP dos EUA de F1, mas é punido

Publicado às | Atualizado em 22/10/2021, 18:31 | Autor: AFP
Bottas foi o mais rápido nos treinos, batendo o britânico Lewis Hamilton, o grande vencedor deste circuito nos últimos anos, por 0,045 segundos | Foto: AFP
Bottas foi o mais rápido nos treinos, batendo o britânico Lewis Hamilton, o grande vencedor deste circuito nos últimos anos, por 0,045 segundos | Foto: AFP -
adblock ativo

O piloto finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, fez o melhor tempo na primeira sessão de treinos livres do Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1, nesta sexta-feira, 22, ficando à frente de seu companheiro de equipe, o britânico Lewis Hamilton.

Bottas, que será penalizado no grid de largada por usar um novo motor, foi o mais rápido nos treinos, batendo o britânico Lewis Hamilton, o grande vencedor deste circuito nos últimos anos, por 0,045 segundos.

Já o holandês Max Verstappen, da Red Bull, líder do Mundial de Pilotos seis pontos à frente de Hamilton, estabeleceu o terceiro tempo, ficando 0,932s atrás de Bottas.

A primeira parte de treinos no circuito em Austin (Texas) foi reduzida para 50 minutos depois que o carro do espanhol Fernando Alonso (Alpine) ficou parado na pista devido a um problema na caixa de câmbio.

Pouco depois, o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) saiu da pista sem danos. O piloto nascido no Principado de Mônaco fez o quarto tempo mais rápido, 1.460s atrás de Bottas, à frente de seu companheiro de equipe, o espanhol Carlos Sainz Jr. (1.634s).

O mexicano Sergio Pérez (Red Bull) teve uma pequena colisão com Mick Schumacher (Haas-Ferrari) na na Curva 12. 'Checo' Pérez, que tentou sem sucesso ultrapassar por dentro, chamou o alemão de "idiota" após a colisão, criticando-o por "não olhar pelos espelhos".

Além de Bottas, quem também será punido é o britânico George Russell, da Williams, por exceder o limite de troca de motor na temporada.

O alemão Sebastian Vettel (Aston Martin) foi outro que anunciou essa medida para a corrida de domingo, a 17ª das 22 provas previstas no calendário do Campeonato Mundial de Fórmula 1.

No caso de Bottas, vencedor da última etapa, o GP da Turquia, é a sexta vez nesta temporada que muda de motor, pelo que terá de recuar pelo menos cinco posições na linha de partida no domingo.

As regras determinam que o piloto seja penalizado com dez posições ao atingir a quarta mudança e com a perda de pelo menos cinco após cada mudança subsequente.

Esta corrida marca o retorno da Fórmula 1 aos Estados Unidos após este GP ter sido suspenso na temporada passada por conta da pandemia de covid-19.

adblock ativo

Publicações relacionadas