adblock ativo

Apático, Bahia é goleado pelo CSA na estreia no Nordestão

Publicado domingo, 19 de janeiro de 2014 às 17:58 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Alan Tiago Alves
Jogo entre CSA e Bahia, no estádio Rei Pelé, em Maceió
Jogo entre CSA e Bahia, no estádio Rei Pelé, em Maceió -
adblock ativo

O técnico Marquinhos Santos já temia que a falta de entrosamento devido ao pouco tempo de pré-temporada pudesse atrapalhar a vida do Bahia no jogo de estreia pela Copa do Nordeste contra o CSA, na tarde deste domingo, 19. E não foi diferente. Apático e sem ritmo de jogo, o tricolor foi goleado por 4 a 1 pela equipe alagoana no estágio Rei Pelé, em Maceió, em partida válida pela primeira rodada do Grupo B.

O Esquadrão criou poucas oportunidades e viu o time adversário se aproveitar dos seus erros de marcação para liquidar o jogo ainda no primeiro tempo, com os gols marcados por Jeferson Maranhão, Mineiro e Daniel Costa. Na etapa complementar, mesmo  com um jogador a mais, o tricolor não conseguiu se impor. Até descontou, com o tento anotado por Rafinha, mas viu Josimar marcar mais um para o CSA e saiu de campo derrotado no primeiro jogo da temporada 2014.

A resultado deixa o Bahia na lanterna do Grupo B, empatado com o Vitória da Conquista, que também foi derrotado no sábado, 18. CSA e Santa Cruz, que venceram na estreia, lideram a chave, com três pontos cada.

Na próxima rodada, o Bahia joga em casa contra o time do Santa Cruz. O jogo será na Arena Fonte Nova, em Salvador, na próxima quarta-feira, 22, às 21h15 (horário local). No mesmo dia, mais cedo, o CSA encara o Vitória da Conquista, às 19h, no Lomanto Júnior.

CSA domina

No primeiro tempo, com uma marcação forte pelo meio, o CSA inibia as jogadas do Esquadrão e chegava sempre com perigo, sobretudo com as investidas de Jefferson Maranhão, Mineiro e Josimar.

O primeiro gol do Azulão saiu aos 17 minutos. Após boa jogada de ataque, a bola sobrou dentro da área com o lateral Jeferson, que não perdeu a oportunidade e abriu o marcador. O goleiro Marcelo Lomba ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

Melhor posicionado em campo, e se aproveitando dos erros de marcação do time baiano, o Azulão marcou segundo com Mineiro, aos 30. Após cruzamento de Uederson, o jogador, que estava em posição irregular dentro da área, chutou para ampliar o marcador. Os jogadores do Bahia reclamaram do impedimento, mas o árbitro validou o tento.

Aos 34, Talisca até arriscou uma bomba de fora da área, que levou perigo para o goleiro Pantera, mas quem balançou as redes foi novamente a equipe da casa. Em cobrança de falta da entrada da área, Daniel Costa acertou um belo chute no ângulo do gol defendido por Lomba e marcou um golaço: 3 a 0.

Imagem ilustrativa da imagem Apático, Bahia é goleado pelo CSA na estreia no Nordestão
Bahia conseguiu marcar no 2º tempo, mas não se impôs (Foto: Itawi Albuquerque/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Tricolor com um a mais, mas ainda apático

Para o segundo tempo, o técnico Marquinhos Santos decidiu voltar com duas alterações: trocou Anderson Talisca por Fahel e colocou o atacante Rafinha no lugar de Rafael. E logo no primeiro minuto, o time baiano conseguiu descontar: em seu primeiro lance no jogo, Rafinha recebeu lançamento de Titi e, na área, deu um toque por cima do goleiro Pantera.

O gol logo no início deu esperanças à torcida do Esquadrão, que ficou ainda mais confiante numa reação do time após a expulsão do atacante Uéderson, do CSA, que levou segundo cartão amarelo após cometer falta em Lucas Fonseca. Mas, apesar da desvantagem numérica em campo, era o time da casa que seguia no ataque.

Persistente, o Azulão marcou o quarto gol se aproveitando de uma bobeira da defesa do Bahia.  O atacante Josimar recebeu lançamento em profundidade e, livre de marcação, invadiu a área e chutou rasteiro, na saída do goleiro Lomba, sacramentando a goleada.

adblock ativo

Publicações relacionadas