adblock ativo

Bahia enfrenta Cuiabá para provar que virou a página e voltar a subir na Série A

Publicado sábado, 07 de agosto de 2021 às 07:05 h | Atualizado em 06/08/2021, 23:29 | Autor: Rafael Tiago Nunes
O experiente Rodriguinho é esperança de boas jogadas | Foto:Felipe Oliveira | EC Bahia
O experiente Rodriguinho é esperança de boas jogadas | Foto:Felipe Oliveira | EC Bahia -
adblock ativo

É fato que ter voltado a marcar gols e o triunfo em cima do Atlético-MG, no meio da semana, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, deu uma amenizada no clima tenso e de desconfiança na Cidade Tricolor. Porém, vale ressaltar que a classificação não veio e que o Bahia não fez, necessariamente, um boa partida, mas sim uma ‘meia partida’, já que a empolgação, a transição rápida e a marcação sob pressão duraram apenas durante os 45 minutos iniciais.

>> Veja tabela de classificação e jogos da Série A

E é justamente nesse primeiro tempo contra o Galo que o Tricolor deve procurar se inspirar para enfrentar o Cuiabá, neste sábado, 7, às 21h, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, e quebrar a série de quatro derrotas consecutivas na competição nacional.

A queda brusca de desempenho tem custado caro ao Tricolor baiano. Além do adeus à Copa do Brasil, o torcedor viu o time despencar na tabela e agora ocupar a 10ª colocação, com 17 pontos conquistados. Além disso, é dono da segunda pior defesa da Série A, com 23 gols sofridos, atrás apenas da Chapecoense, que foi vazada 25 vezes. E um novo insucesso neste sábado, seja empate ou derrota, pode custar ao Esquadrão de Aço a primeira visita à segunda metade da tabela nesta edição do Brasileirão.

O Cuiabá, adversário do dia, ocupa a 16ª colocação, com 13 pontos conquistados, e apenas dois triunfos na Série A – contra o Atlético-GO (em casa) e a Chapecoense (fora).

Desfalques

Para a partida deste sábado, o técnico tricolor Dado Cavalcanti terá à disposição, pela primeira vez, o centroavante Hugo Rodallega, de 36 anos. O jogador colombiano foi regularizado e deve iniciar o jogo no banco de reservas. Por outro lado, o treinador não poderá contar com Patrick de Lucca, Thonny Anderson, Ligger, Jonas e o goleiro Danilo Fernandes, todos lesionados.

Disposto a ajudar o Tricolor a dar a volta por cima, o atacante Rossi aproveitou para mandar um recado para a torcida. “O torcedor pode esperar um time que buscou força interna para sair da dificuldade. Como a gente estava há muitos jogos sem vencer, a gente mostrou um Bahia diferente diante do Atlético-MG. E a gente espera, com esse novo modo de jogar, surpreender o Cuiabá e sair com o triunfo”.

Rossi que foi o responsável por encerrar a seca de gols do Bahia no triunfo sobre o Atlético-MG, falou sobre a importância de voltar a sair de campo vitorioso. “Vencer gera confiança, gera autoestima. E a gente tinha perdido isso com as derrotas que a gente vinha sofrendo. Claro que a gente ficou bastante triste com a desclassificação na Copa do Brasil, porque a gente pretendia ir mais longe. Mas voltamos a vencer, fazer gols. Isso traz confiança. A gente espera levar toda essa confiança para dentro do jogo”, analisou.

Já o Cuiabá não poderá contar com a sua maior contratação para a temporada, Clayson, pois o atacante pertence ao Bahia. Por outro lado, o meia colombiano Yesus Cabrera foi regularizado e deve começar a partida no banco.

Fechados com Dado

A fase ruim vivida pelo Bahia não foi suficiente para estremecer a relação entre os jogadores e o comandante Dado Cavalcanti. Ao menos é o que garante o veloz Rossi. O atacante aproveitou para rasgar elogios ao treinador.

“Foi o treinador que ajudou a gente a se livrar do rebaixamento no ano passado, o treinador que, junto com a gente, levantou a Copa do Nordeste. É o cara em quem a gente tem bastante confiança, e ele tem bastante confiança na gente também. Falei depois do jogo contra o Atlético-MG que precisava remar todo mundo junto, tanto a comissão técnica quanto a diretoria e os jogadores”, comentou.

adblock ativo

Publicações relacionadas