adblock ativo

Bahia se apega ao comprometimento para fechar o ano

Publicado quinta-feira, 26 de novembro de 2015 às 07:02 h | Atualizado em 25/11/2015, 20:43 | Autor: Edmilson Ferreira
Bahia x Criciúma
Bahia x Criciúma -
adblock ativo

O Bahia vive atualmente o segundo pior momento na Série B do Campeonato Brasileiro. Infelizmente, o primeiro não faz muito tempo e ambos decretaram o fracasso do tricolor na tentativa de voltar à elite do futebol nacional. São cinco jogos sem vencer  e, caso o Esquadrão não derrote o Atlético-GO, no sábado,  28, à tarde, na Arena Fonte Nova, irá superar  a sequência inicial de resultados negativos na competição nacional.

Na primeira, o Bahia de Sérgio Soares empatou com o Ceará (2x2), Sampaio Corrêa (1x1), Luverdense (2x2), perdeu para o Vitória (3x1) e voltou a empatar: 0x0 com o Paysandu, causando a queda do treinador.

Charles Fabian assumiu e obteve duas vitórias (1x0 Oeste e 1x0 Criciúma). E aí voltou a praticar um mau futebol. Perdeu para o Botafogo (1x0), Santa Cruz (2x1), empatou com o ABC (2z2) e foi derrotado por Boa Esporte (3x0) e Náutico (1x0).

Para garantir um resultado positivo contra o Atlético-GO, o time do interino Aroldo Moreira precisa não levar gol. Com a liberação dos goleiros Douglas Costa e Omar, a tarefa ficará a cargo de Jean.  "Eu acho que é difícil para o torcedor entender que este jogo vale alguma coisa. Mas para a gente que vai ter a oportunidade ali no campo, vale bastante",  disse o camisa 1.

Apesar de tudo, o ano foi bom para Jeanzinho. "Disputei no início a Copa São Paulo e não tinha perspectiva de atuar profissionalmente. Mas tudo aconteceu muito rápido: jogar como titular do Bahia, chegar a Seleção Brasileira (Sub-20) e disputar um Mundial. Então foi um ano muito bom para mim profissionalmente".

E, no próximo ano, o que esperar da sua carreira no tricolor? "O principal objetivo é botar o Bahia na Série A do Brasileiro. Independente de quem for jogar, se for eu ou outro goleiro", falou Jean, que considera benéfica a presença de Aroldo Moreira  como comandante neste jogo contra o Atlético-GO . "Já o conhecia das divisões de base . Quem ficar aí (para a despedida) está querendo jogar", avalia.

adblock ativo

Publicações relacionadas