Em alta, Juninho celebra bons números defensivos do Bahia

Publicado terça-feira, 27 de agosto de 2019 às 17:54 h | Atualizado em 27/08/2019, 18:14 | Autor: Daniel Genonadio*

Com quatro empates e dois triunfos, o Bahia não saiu derrotado nos últimos seis jogos da Série A do Brasileirão. Nessas partidas, o Tricolor marcou sete vezes e sofreu apenas três gols. Para o zagueiro Juninho, os bons números defensivos da equipe são mérito de todo o conjunto e dá segurança para os jogadores da frente definirem as partidas.

"Para a gente é importante em seis jogos, sofrer apenas dois gols. É essencial dar confiança para o time. Com nosso trabalho ali atrás, conseguindo minimizar os erros, a gente sabe que pode conseguir o triunfo", afirmou o zagueiro.

Com poucas oportunidades no Palmeiras, Juninho chegou ao Esquadrão por empréstimo em junho deste ano. Pela equipe paulista, ele atuou apenas sete vezes em todo o ano de 2017. Já no Bahia está prestes a completar a sua nona partida como titular neste sábado.

"No ano passado, eu fiz sete jogos. Isso é muito difícil para um jogador de 23 anos atuar sete partidas em um ano, quando no ano anterior você tinha feito quase 50. Então, nesse sentido foi muito difícil, mas com a família e meus amigos por perto dando conselho eu passei por esse momento. Hoje já tenho oito jogos no ano e isso é muito importante pra mim. O Bahia que me deu a confiança e a oportunidade de mostrar o meu trabalho dentro de campo", disse Juninho.

O CSA, próximo adversário do Tricolor, é o vice-lanterna da competição com apenas 12 pontos. Além disso, em 16 jogos, a equipe alagoana marcou apenas cinco gols. Mas isso não empolga o zagueiro Juninho, que acredita em uma partida complicada para o Esquadrão.

"Todos os jogos do Brasileirão são difíceis. Não tem jogo fácil. Não importa se o clube está na zona de rebaixamento, brigando pelo G-6, ou no meio da tabela. No Brasileirão, é muito difícil você se manter e conquistar os resultados. Vai ser um jogo difícil, como foi contra o Goiás, Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG. Então, temos que continuar mantendo o foco, trabalhar duro, que o resultado vai vir", avaliou.

Publicações relacionadas