Guto Ferreira lamenta derrota em jogo direto contra o Z4: "Erramos todos"

Publicado terça-feira, 30 de novembro de 2021 às 11:55 h | Atualizado em 30/11/2021, 11:59 | Autor: Daniel Genonadio

O Bahia entrou em campo na última segunda-feira, 29, em um confronto direto contra o Atlético Goianiense e foi derrotado por 2 a 1, com um gol já nos acréscimos. O resultado complicou demais a vida do Tricolor na Série A, ao deixá-lo com chances de terminar a rodada dentro do Z4 e por fazer mais um adversário na luta contra o rebaixamento se distanciar.

>> Veja tabela de classificação e jogos da Série A

Como tem sido comum quando joga fora de Salvador, o Bahia não conseguiu atuar bem, errou passes e não foi criativo. Saiu atrás do placar com gol de pênalti após bobeira na defesa, conseguiu o empate pouco depois com Rodallega, mas foi derrotado com um gol de contra-ataque já nos acréscimos do segundo tempo.

Após a partida, o técnico Guto Ferreira afirmou que o jogo foi decidido por detalhes. "Nós jogamos contra uma equipe extremamente competitiva, fora de casa. Um jogo equilibrado, onde eles acabaram vencendo, como nós poderíamos ter vencido também", disse.

A atuação do Tricolor foi marcada por diversos erros, o mais marcante deles quando em contra-ataque, a equipe teve a chance com cinco jogadores contra apenas um defensor do time goiano. No lance, Nino Paraíba segurou demais a bola e foi muito criticado. Guto Ferreira revelou que o lateral foi cobrado já no vestiário pela escolha, mas ressaltou que as culpas nas derrotas são compartilhadas entre o grupo.

"Não pode errar. A gente não pode transferir responsabilidades neste momento. Erramos todos. Então a gente gostaria de ter levado, pelo menos, se não desse para ganhar, um ponto. Não aconteceu. Paciência. Não adianta ficar lamentando o que nós erramos. O que erramos é olhar para frente, para que não aconteça no próximo jogo. Nós temos três jogos para buscar a recuperação", completou.

Desde que chegou ao Bahia, Guto Ferreira venceu quatro jogo, três deles na Arena Fonte Nova. Além disso, as três derrotas do treinador foram sofridas longe de Salvador. Questionado sobre a diferença de atuações fora de casa, o técnico preferiu contemporizar.

"Já chegou a exercer. Ganhamos do Athletico-PR. Tivemos um jogo de igual para igual cm o América-MG, que, dentro dos seus domínios, é muito forte. Depois, tivemos mais um empate fora de casa, Juventude, com o time todo quebrado, concorrente direto. Não é assim. São coisas do jogo", falou o treinador.

O Bahia volta a campo na próxima quinta-feira, 2, às 18h. contra o Atlético Mineiro, na Arena Fonte Nova. O jogo pode definir o título brasileira da equipe mineira, o que dificulta para o Tricolor. Ainda assim, Guto mantém o otimismo. "Melhorar. Quinta vocês vão saber o que a gente vai apresentar. Mas temos que melhorar", disse.

Publicações relacionadas