Juninho sobre rivalidade nordestina com o Ceará: "Está maior"

Publicado terça-feira, 15 de junho de 2021 às 22:08 h | Atualizado em 15/06/2021, 22:14 | Autor: Alex Torres

Em uma reedição da última Copa do Nordeste, Bahia e Ceará irão se enfrentar na tarde desta quinta-feira, 17, às 16h, na Arena Castelão, em Fortaleza. Na ocasião, o Esquadrão venceu a disputa e ergueu o troféu regional, em partida que ainda contou com uma briga generalizada após o apito final do juiz.

A partida dessa vez, entretanto, ocorrerá pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Durante a coletiva de imprensa, realizada nesta terça-feira, 15, um dos destaques daquela decisão, o zagueiro Juninho, falou sobre o aumento da rivalidade entre as duas equipes, principalmente após a última final da ‘Lampions League’.

“Está maior sim (a rivalidade com o Ceará), mas não pela confusão que aconteceu. Mas sim, por tudo que os dois clubes estão se estruturando, fazendo campeonatos bons. Acho que a rivalidade acontece sim. Hoje a rivalidade é muito grande por causa disso, mas não pela confusão que aconteceu”, frisou o defensor.

O início da temporada 2021 não foi dos melhores para Juninho. Na verdade, desde a reta final do Brasileirão de 2020, o zagueiro já vinha sendo muito contestado por parte da torcida. Com a chegada da dupla de defesa, Conti e Luiz Otávio, o atleta terminou amargando o banco de reservas por alguns jogos.

No entanto, foi justamente durante as partidas contra o Ceará, que Juninho conseguiu reconquistar seu espaço entre os titulares de Dado Cavalcanti. Com a expulsão de Luiz Otávio, nos primeiros minutos da partida de ida, o zagueiro reassumiu o posto e soube corresponder às expectativas.

“Creio que sim (teve um recomeço no Bahia). No primeiro jogo da final tive a oportunidade de entrar. Muito triste pela forma que foi, ficamos com um a menos e ainda perdeu um cara que ajuda bastante. Mas creio que ficou marcado em minha carreira porque foi um recomeço. Consegui ter uma sequência, que era o que eu precisava. Creio que esses jogos vão ficar marcados sempre na minha memória”, garantiu Juninho.

Por fim, o jogador ainda falou sobre o bom momento no clube e o prestígio que tem reconquistado com o torcedor. “Isso é fruto de um trabalho, não só meu como do clube todo. Creio que esse recomeço, essa fase boa, vem em função de tudo isso: trabalho e confiança”, encerrou.

Publicações relacionadas