Mano ressalta atuação superior e fala sobre entrada de jovens no time: "Ver o quanto são confiáveis"

Publicado quinta-feira, 08 de outubro de 2020 às 08:37 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Jeferson Jesus*

Vencendo em casa após quatro derrotas consecutivas jogando dentro de seus domínios, o Bahia conquistou a sua terceira vitória como mandante, no triunfo por 3 a 0, contra o Vasco da Gama, na noite desta quarta-feira, 7, no estádio de Pituaçu.

Marcando todos os gols da partida no primeiro tempo, e apenas administrando o resultado na etapa complementar, sem sofrer maiores sustos por parte da equipe carioca, o técnico do Tricolor, Mano Menezes, falou sobre o desempenho da equipe em entrevista após o duelo.

"Muito contente de compartilhar esse resultado positivo com o torcedor do Bahia. Penso que já merecíamos ter chegado a esse resultado no jogo com o Sport, jogando na nossa casa. Fomos superiores em quase todos os quesitos do jogo, mas hoje o resultado veio com uma atuação muito superior e muito boa, principalmente no primeiro tempo", declarou Mano.

Sem poder contar com Nino Paraíba, vetado pelo Departamento Médico (DM) do clube, devido a um incômodo muscular na coxa, o Esquadrão foi a campo com o zagueiro Ernando improvisado na posição. Seguro defensivamente, a atuação do jogador, autor de uma assistência na partida foi elogiada pelo treinador da equipe.

"A escolha de Ernando foi porque tínhamos que resolver um problema da equipe estar tomando gols em todos os jogos. E, paralelamente, também uma questão de estatura da equipe. Estávamos tomando gols e gols em bola parada. Então tínhamos que resolver as duas coisas para que a equipe tivesse segurança para poder atacar. Penso que funcionou bem. Inclusive, o Ernando nos brindou com uma ultrapassagem muito boa, e uma jogada muito bem feita. Uma assistência para o gol e Gilberto. O que mostra que você não tem que ir toda hora para apoiar e, ao ir toda hora, entregar pouco, às vezes você cede espaços para o adversário contra-atacar. Se você for poucas vezes, e nessas poucas vezes entregar qualidade de acabamento de jogada, a gente sai satisfeito e o time sai ganhando", pontuou Mano.

Rodagem

Com duas competições a serem disputadas na temporada, o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana, Mano também comentou sobre a promoção do jovens jogadores do elenco, como o meia Fessin e o volante Ramon, destaques da equipe sub-23 no primeiro semestre do ano.

"Então, a equipe deu uma dosada, eu também retirei jogadores importantes que vinham fazendo um bom jogo, coloquei jogadores jovens como foi o caso de Ramon, pela primeira vez, Fessin, novamente, Saldanha, para também ir sentindo o comportamento dos jogadores, para ver o quanto são confiáveis para jogos lá na frente, porque vamos precisar ganhar jogadores do grupo a ponto que quando estivermos jogando paralelamente a Sul-Americana tenhamos alternativas para poder ter rendimento intenso que o que hoje o futebol exige em qualquer jogo", ressaltou.

*Sob supervisão da editora Keyla Pereira

Publicações relacionadas