adblock ativo

Moisés interessa ao Corinthians, diz diretor de futebol corintiano

Publicado terça-feira, 06 de dezembro de 2016 às 21:50 h | Atualizado em 06/12/2016, 21:54 | Autor: Vitor Villar
Moisés foi um dos destaques do Bahia nessa temporada
Moisés foi um dos destaques do Bahia nessa temporada -
adblock ativo

Das sete renovações que o Bahia pretende fazer para manter um time-base em 2017, a mais desejada pela torcida, sem dúvidas, é a do lateral esquerdo Moisés. Um dos destaques da campanha do Tricolor de retorno à Série A, ele ainda possui contrato com o Corinthians até o final do ano que vem, e estava aqui por empréstimo.

Diretor de futebol corintiano, Flávio Adauto revelou que, por enquanto, a ideia é integrar Moisés ao elenco que participará da Florida Cup, torneio amistoso de pré-temporada que será disputado nos Estados Unidos em janeiro. Segundo ele, o elenco possui apenas Uendel e Guilherme Arana para a posição, e é possível que o último seja negociado nesta janela de inverno.

“O Corinthians possui 40% dos direitos de Arana, então se o seu empresário trouxer uma proposta da Europa, não teremos tanto poder de negociação. Para não correr o risco de ficar com o elenco desfalcado, nossa ideia é integrar o Moisés e observá-lo no torneio amistoso”, disse Adauto.

Segundo ele, não houve ainda um contato do Bahia para a renovação: “Acredito que todos os clubes estão esperando terminar a Série A para abrir negociações. Há muito para decidir ainda. Para nós, por exemplo, vale uma vaga na Libertadores, o que influenciaria no planejamento”.

Empresário de Moisés, Dulcídio Martins confirmou que o desejo do lateral é permanecer no Bahia: “Ele se deu muito bem no clube, adorou Salvador e já disse que quer ficar. Mas não tem como tomar nenhuma posição até agora, estamos aguardando a conversa entre Bahia e Corinthians”.

Outro atleta que surge como prioridade para o Esquadrão é o atacante Edigar Junio. Vice-artilheiro do time na Série B com oito gols, ele estava emprestado ao Tricolor apenas até o final desta temporada, e possui contrato com o Atlético-PR até junho de 2018.

No caso dele, há uma notícia: segundo seu empresário, Fabiano Gudjenian, o jogador não voltará a jogar pelo Furacão: “Ele não tem nem vontade de voltar a jogar lá, foi um clube que não o tratou bem. Já recebi sondagens de dois clubes da Série A por ele. Ele quer ficar no Bahia, mas depende de um acordo entre os clubes”.

adblock ativo

Publicações relacionadas