adblock ativo

"Quem não gostaria de treinar o Bahia?", assume Jorginho

Publicado terça-feira, 28 de agosto de 2012 às 12:32 h | Atualizado em 28/08/2012, 12:32 | Autor: Da Redação
Jorginho treinador do Bahia
Jorginho treinador do Bahia -
adblock ativo

Principal candidato para assumir o comando técnico do Bahia, Jorginho, atualmente sem emprego, já fala como se fosse o dono do cargo. Na noite da segunda-feira, 27, o treinador cedeu entrevista para uma rádio local, apenas alguns minutos após ser anunciada a saída de Caio Júnior do tricolor.

Na conversa, Jorginho falou da possibilidade de trabalhar no Esquadrão de Aço. "Quem não gostaria de treinar o Bahia? Estou no momento aberto para negociações. Saí do Atlético-PR por um desentendimento com a diretoria, e agora estou esperando por propostas para voltar à normalidade", disse, em entrevista à rádio Itapoan FM.

Jorginho garantiu não ter recebido qualquer contato por parte do Bahia, mas afirmou que admira o trabalho do gestor de futebol do clube, Paulo Angioni. "Não estou sabendo de nada e ninguém me procurou. O Paulo Angioni foi meu gerente de futebol no Fluminense, onde fizemos uma boa campanha. Tenho admiração por ele e torço para que dê tudo certo para ele no futebol, pois é um homem de uma capacidade tremenda", elogiou.

O treinador afirmou já conhecer alguns jogadores do elenco tricolor, e espera que todo o estado apoie o Bahia na luta contra o rebaixamento. "A equipe tem alguns atletas que jogaram contra mim, bons jogadores, e seria um prazer trabalhar com eles. O Bahia não pode estar numa situação como esta. Se a oportunidade aparecer para mim, vou fazer o possível para ajudar o clube. Caso aconteça de fechar, o torcedor pode esperar minha total dedicação ao Bahia", concluiu.

Reconhecido nacionalmente pelo trabalho na Portuguesa no ano passado, quando conquistou o título da Série B, Jorginho não teve um ano de 2012 positivo até o momento. Caiu com a Lusa para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista e passou sem destaque pelo Atlético-PR, onde comandou o Furacão por apenas nove partidas.

adblock ativo

Publicações relacionadas