Sondado pelo Palmeiras, Diego Cerri garante que fica no Esquadrão

Publicado segunda-feira, 02 de dezembro de 2019 às 20:51 h | Atualizado em 02/12/2019, 20:59 | Autor: Daniel Dórea

Os bastidores do Palmeiras estão fervendo. Com o técnico Mano Menezes e o diretor de futebol Alexandre Mattos demitidos após a derrota de domingo, 1º, para o Flamengo, sobrou até para o Bahia, que viu o nome de Diego Cerri surgir entre os especulados para substituir Mattos.

Em contato com a reportagem, o diretor de futebol do Esquadrão confirmou nesta segunda-feira, 2, que recebeu uma sondagem do clube paulista, entretanto, disse não ter havido proposta oficial. “Seguimos o trabalho e o planejamento aqui no Bahia”, garantiu Cerri, que se mantém prestigiado pela diretoria do clube. Via assessoria de imprensa, o presidente do Esquadrão, Guilherme Bellintani, informou que conversou com Cerri após saber da especulação e confirmou que ele segue nos planos do Tricolor.

Diego Cerri chegou ao Bahia em 2016, inicialmente como gerente de futebol do então diretor Nei Pandolfo. Com a saída de Pandolfo no início de 2017, Cerri passou a ter o principal cargo do futebol no clube. Como diretor, teve como pontos altos os títulos da Copa do Nordeste (2017), Baianão (2018) e as campanhas sem risco de rebaixamento no Brasileiro nos últimos três anos.

Em 2019, o setor capitaneado por Diego Cerri contratou 21 jogadores, sendo que poucos podem ser considerados tiros certeiros. Dos nomes trazidos, apenas três são titulares absolutos: o zagueiro Juninho – que veio por empréstimo junto ao Palmeiras, mas teve recentemente os direitos adquiridos pelo Bahia –, o lateral esquerdo Moisés e o atacante Artur, que retorna para o Palmeiras em 2020.

Outro aprovado foi o volante Douglas Augusto, que acabou vendido no meio da temporada pelo Corinthians, clube que detinha seus direitos. Assim como ele, os reprovados Guilherme, Iago e Matheus Silva não estão mais no clube. Outro é Marllon, que nem chegou a estrear no Tricolor e teve seu retorno de empréstimo solicitado pelo Corinthians.

Questionado pela reportagem sobre os erros e acertos de Cerri, Guilherme Bellintani, via assessoria, disse que preferia não falar sobre o assunto.

Se quanto aos jogadores os resultados colhidos não foram os melhores, na escolha do treinador a diretoria de futebol não deu motivo para reclamações. O trabalho de Roger Machado ganhou elogios por todo o país, e a ideia do Bahia é que fique para 2020.

Sub-23 com reforços

O elenco principal retornou nesta segunda de Maceió, onde venceu no domingo o CSA, por 2 a 1, e findou um jejum de nove partidas. Enquanto isso, o time sub-23 se apresentou e iniciou os trabalhos para a disputa do Campeonato Baiano de 2020, que começa em janeiro.

O grupo comandado por Dado Cavalcanti ganhou os reforços do lateral direito Lucas Rodrigues, 21, contratado junto ao Comercial-SP, e do zagueiro Fábio Alemão, 23, emprestado pelo Internacional.

Publicações relacionadas