Contra o Paysandu, Vitória tem chance de emendar boa sequência

Rubro-Negro terá casa lotada no Barradão

Publicado domingo, 17 de julho de 2022 às 06:30 h | Atualizado em 16/07/2022, 14:51 | Autor: Celso Lopez
Leão pode vencer a terceira seguida pela primeira vez no ano
Leão pode vencer a terceira seguida pela primeira vez no ano -

O jogo deste domingo, 17, entre Vitória e Paysandu tem clima de final, até porque é quase isso. A cinco rodadas do fim da primeira fase, o Leão não pode pensar em outra possibilidade a não ser conquistar os três pontos em casa e tentar entrar para o G-8, da Série C.

Para isso, terá ajuda. Às 16h, o Barradão estará cheio de rubro-negros que darão segunda chance ao time após o desastre contra o Volta Redonda com casa lotada. Agora, resta responder em campo e aproveitar para atingir a sequência de três triunfos consecutivos pela primeira vez na temporada.

Esse é o melhor momento do Vitória no ano. Com uma campanha irregular no estadual e muito sofrimento na maior parte da terceira divisão, o buraco parecia não ter fim e até o perigo de rebaixamento era um pensamento diário na cabeça do torcedor. A reação veio na 7ª e 8ª rodada da Série C, quando a equipe emplacou dois triunfos consecutivos pela segunda vez na temporada.

A empolgação e o alívio momentâneo tomaram conta da arquibancada após o resultado positivo contra o Campinense, fora de casa. Contudo, o tombo foi grande. Aparentemente preparado para arrancar de vez na competição, o Vitória foi superado em uma partida desastrosa contra o Volta Redonda, na frente de mais de 28 mil torcedores, no Barradão. A alegria durou pouco e a angústia foi relembrada rapidamente.

A fase atual é uma espécie de segunda chance para o Leão, que já decepcionou uma vez. Porém, a invencibilidade de três jogos desde que o novo comandante chegou já mudou o ambiente. Caso vença o Paysandu, inclusive, o Vitória terá alcançado uma inédita sequência de três triunfos na temporada. Essa é a grande chance do Leão, que nunca esteve tão perto do G-8, com dois pontos de diferença para o oitavo.

Seria a redenção perfeita para a equipe da capital baiana. Mas a tarefa está longe de ser fácil. O Papão da Curuzu é o segundo colocado da Série C e tem o melhor ataque do torneio, com 24 gols marcados. Além disso, assim como o Vitória, o clube de Belém já não perde há três partidas. No cenário pessimista, uma derrota pode alongar a distância para o G-8 para  e quebrar o ritmo da equipe já na reta final.

Motivos para acreditar

Melhor colocado, com um ataque mais eficiente e a ponto de se garantir na segunda fase da competição, o Paysandu definitivamente faz um campeonato bem melhor que o adversário rubro-negro. Contudo, na situação que se encontra, quem vai ao Barradão não está preocupado com o adversário e só pensa em apoiar o seu próprio time. Apesar disso, se ainda há torcedores que usam mais a razão do que a emoção nessa hora, o retrospecto do duelo traz motivos para acreditar nos três pontos.

O Leão tem a quarta melhor defesa do campeonato, com 11 gols sofridos em 14 jogos, uma média abaixo de um tento por partida. Outro aspecto importante é que o histórico é favorável ao Vitória, que já derrotou o Papão sete vezes.

Em três oportunidades, as equipes terminaram empatadas e o Paysandu levou a melhor em cinco partidas. Em um confronto equilibrado como esse, um detalhe destoa em prol do Rubro-Negro, o fator casa. Em Salvador, a última vez que o Papão da Curuzu aprontou para cima do Vitória foi em 1994, há 26 anos. De lá para cá, foram quatro embates, com três triunfos e um empate para o Nego.

Mais uma vez, o Barradão pode fazer diferença. Após convocações, a última parcial de sexta-feira mostrou que mais de 10 mil ingressos já haviam sido vendidos, um terço da meta de 30 mil pessoas.

Serviço:

VITÓRIA: Dalton; Alemão, Alan Santos, Marco Antônio e Lazaroni; Léo Gomes, Dionísio e Eduardo; Luidy, Tréllez e Rafinha. Técnico: João Burse.

PAYSANDU: Thiago Coelho; Igor Carvalho, Bruno Leonardo, Douglas e Patrick Brey; Mikael, João Vieira e Gabriel Davis; Serginho, Marlon e Marcelo Toscano. Técnico: Márcio Fernandes.

LOCAL: Estádio Barradão, em Salvador (BA), às 16h

ÁRBITRO: Salim Fende Chavez

ASSISTENTES: Leonardo Tadeu Pedro e Leandro Matos Feitosa (Trio de São Paulo)

Publicações relacionadas