"Encaro com naturalidade pela grandiosidade do Vitória", diz Pivetti sobre pressão no cargo

Publicado quarta-feira, 07 de outubro de 2020 às 08:39 h | Atualizado em 07/10/2020, 08:54 | Autor: Jeferson Jesus*

Após um primeiro tempo muito abaixo das expectativas, o Vitória conheceu na noite desta terça-feira, 6, sua segunda derrota jogando dentro dos seus domínios, pela Série B. Sofrendo dois gols da primeira etapa, o Leão perdeu por 2 a 1, e viu suas esperanças de entrar no G-4 mais uma vez serem adiadas na competição.

Em coletiva depois da partida, o treinador Bruno Pivetti lamentou a dificuldade de reverter um placar tão adverso, porém ressaltou a garra do time, pontuando as oportunidades criadas pelo Leão.

"A gente analisou a equipe do América-MG. Infelizmente, entregamos dois gols, praticamente. Sabemos da dificuldade que é se reverter um placar de 2 a 0, mas, mesmo assim, a equipe teve brio para tentar buscar o resultado. Criamos grandes oportunidades, no primeiro tempo me recordo de pelo menos duas, três oportunidades. No segundo tempo perdemos gols embaixo do gol e infelizmente só é analisado de maneira superficial, os gols que a gente sofre".

Questionado sobre um possível pressão no comando do time, Pivetti, que assumiu o Leão de maneira efetiva após o retorno do futebol, avaliou a situação com tranquilidade e revelou ser o maior critico do seu trabalho.

"A pressão é normal em um ambiente competitivo como o futebol. Eu encaro com naturalidade, porque sabemos a grandiosidade do Vitória, entendemos a ansiedade de todos, de estar na Série A, de conquistar o acesso, mas a pressão maior é a interna, de nós fazermos todos os dias o nosso melhor. Essa é a pressão que eu procuro exercer sobre mim mesmo para oferecer o meu melhor ao clube e assim conquistar os resultado que tanto queremos. Então, a pressão de fora, eu encaro com absoluta naturalidade, agora a pressão interna, para fazer melhor, é sempre um a gente que me motiva todos os dias", pontua.

Na 10° posição com 18 pontos, o Leão agora reúne esforços para mais um desafio no Barradão. Neste sábado, 10, o Rubro-Negro encara o Avaí, às 16h30, no estádio do Barradão, pela 15° rodada da Série B. Pivetti também falou sobre o duelo. "Não temos tempo para lamentar, mediante a essa sequência de jogos. É olhar para frente, ajustar aquilo que é necessário ajustar para sermos o mais competitivo possível no sábado para conquistar a vitória", finalizou.

*Sob supervisão da editora Keyla Pereira

Publicações relacionadas