Entre aspirantes e time principal, clube mostra indecisão nas escolhas

Publicado terça-feira, 03 de março de 2020 às 08:00 h | Atualizado em 02/03/2020, 23:43 | Autor: Rafael Teles

Os aspirantes do Vitória vão ter 14 dias sem jogos para se recuperar da primeira derrota no Campeonato Baiano e, acima de tudo, encontrar um norte na competição. O estadual começou com a promessa de ser disputado por um grupo “até o fim”, nas palavras do presidente Paulo Carneiro, mas no primeiro grande jogo, a postura do Rubro-Negro foi outra.

Lucas Arcanjo, Romisson, Matheus Tenório e Ruan Levine desceram do elenco principal e foram titulares domingo. Rodrigo Carioca seguiu o mesmo caminho para entrar no decorrer do jogo. Com exceção do goleiro, nenhum dos outros havia sido sequer relacionado para uma partida do campenato estadual deste ano.

Ao escalar Matheus Tenório improvisado pelo lado do campo, Agnaldo Liz preteriu seis opções que já haviam defendido os aspirantes no Baianão. Caíque Souza, Levi, Giovani, Negueba, Luan Gabriel e Gabriel Santiago acabaram relegados à reserva.

A presença de Lucas Arcanjo embaixo das traves é igualmente contraditória. Tudo bem que ele seria o goleiro do campeonato estadual e chegou a estar em campo na estreia. Mas desde a lesão de Martín Rodríguez o arqueiro passou a integrar o grupo principal e João Pedro virou titular nos aspirantes.

As escolhas de Agnaldo dão o sinal de que o trabalho feito na equipe B pode não vir agradando totalmente ao clube . João Pedro Serve para enfrentar os times do interior, mas não para enfrentar o Bahia? E no mata-mata? quem será o goleiro rubro-negro?

O rompimento com as ideias que estavam sendo construídas aconteceu justamente depois do melhor jogo do time, que tinha vencido o Atlético de Alagoinhas na quinta rodada.

Ao não confiar no que vinha sendo produzido, o Vitória apostou em trazer talentos individuais para resolver o clássico. Não deu certo.

Desfalque

Os jogadores do time principal seguiram ontem a preparação para a partida de quinta-feira, contra o Lagarto-SE, pela Copa do Brasil. O meia Fernando Neto, com dores musculares, não participou do trabalho. Ele teve lesão diagnosticada e está fora do próximo compromisso.

Publicações relacionadas