Recuperado, Gabriel Inocêncio garante estar "100% preparado" para encarar o Remo

Publicado terça-feira, 15 de junho de 2021 às 22:48 h | Atualizado em 19/11/2021, 12:16 | Autor: Alex Torres

O Vitória poderá ter uma novidade para a partida desta quarta-feira, 16, contra o Remo. Com uma lesão na panturrilha, o lateral-direito Raul Prata é desfalque para o duelo em Belém, no Pará. Por coincidência, o recém-contratado Gabriel Inocêncio se recuperou da cirurgia no joelho e foi regularizado nesta terça.

Em coletiva de imprensa, o novo reforço do Rubro-Negro falou sobre a sua recuperação. Ele disputou o Campeonato Paulista pelo São Bento e chegou na Toca do Leão com uma lesão e precisou operar do menisco. Recuperado, ele garante que poderá entregar o seu melhor na partida diante da equipe paraense.

“Com certeza, estou 100% preparado. A recuperação foi muito boa. Juntos com os profissionais do clube, pude fazer essa recuperação e ficar ‘zerado’. Contra o Remo, eu sei que vou poder dar o meu melhor junto com meus companheiros”, garantiu Inocêncio.

Até o momento, o Vitória ainda não venceu pelo Brasileirão da Série B. Com três jogos realizados, o Leão da Barra empatou duas vezes e perdeu uma. Sobre a importância da partida contra o Remo, o lateral-direito frisou a retomada de confiança em todo o elenco rubro-negro.

“A confiança que vai dar para o grupo. Temos plena convicção e sabemos da importância desse jogo contra o Remo. Isso vai dar uma confiança e sua sequência grande para o decorrer da competição”, afirmou.

Lateral-direito ou atacante?

Por fim, Gabriel Inocêncio ainda respondeu sobre como se sente mais à vontade para atuar em campo. Apesar de ser lateral-direito, o jogador iniciou a carreira atuando como atacante, devido as características mais ofensivas para um jogador de defesa. No entanto, ele garante que, desde o início, já gostava de ajudar na defesa.

“Atualmente, me sinto muito melhor atuando como lateral-direito. Consigo apoiar bem o jogo de frente e, com certeza, como lateral, posso dar suporte no ataque. Antes, eu já tinha um pouco dessa característica de voltar para marcar, então só foi uma pequena mudança que me deixou ainda mais confortável”, finalizou.

Publicações relacionadas