Mbappé se nega a participar de evento da Federação Francesa

Recusa em protesto pela gestão dos direitos de imagem dos ‘Bleus causou "tensão" junto à entidade

Publicado quarta-feira, 23 de março de 2022 às 18:11 h | Atualizado em 23/03/2022, 18:11 | Autor: AFP
Os agentes do jogador explicaram que a ausência no evento não é uma “rebelião”, mas tem como objetivo “reafirmar suas expectativas e fazer as coisas andarem"
Os agentes do jogador explicaram que a ausência no evento não é uma “rebelião”, mas tem como objetivo “reafirmar suas expectativas e fazer as coisas andarem" -

O atacante francés Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, se negou a participar de um evento promocional ocorrido na terça-feira, 22, com os patrocinadores da Federação Francesa de Futebol (FFF), em protesto pela gestão dos direitos de imagem dos ‘Bleus’.

Mbappé não compareceu ao evento no centro de treinamento da seleção francesa com vários patrocinadores da equipe (Volkswagen, Uber Eats, Orange, Xbox, Coca-Cola, Konami).

>>Acompanhe as principais noticias do mundo do esporte

O staff do atacante não concorda com a cessão dos direitos de imagens que os jogadores da seleção francesa têm que assinar quando são convocados pela primeira vez, em favor dos patrocinadores da FFF. Em troca, cada jogador recebe 25 mil euros por partida.

Mbappé assinou esse contrato em 2017, mas o documento “não foi renegociado desde então e é válido para qualquer jogador até o final de sua carreira na seleção da França”, explicaram os representantes do jogador em um comunicado enviado nesta quarta-feira à AFP, no qual também afirmam que tentaram negociar o tema com a FFF “em várias ocasiões nos últimos três anos”.

Os agentes do jogador explicaram que a ausência no evento não é uma “rebelião”, mas tem como objetivo “reafirmar suas expectativas e fazer as coisas andarem".

“Este episódio não põe em dúvida o comprometimento de Kylian Mbappé, seu apego à seleção francesa e deve servir para o diálogo necessário sobre essas questões”, acrescentaram os representantes, que lembraram que todos os bônus que o atacante recebeu desde a sua estreia na seleção, em 2017, foram doados a instituições de caridade.

“Não existe queda de braço. Os pequenos problemas fazem parte da vida. Kylian estará no estádio em Marselha e espero que jogue bem”, relativizou o presidente da FFF, Noël Le Graët, sobre o amistoso da próxima sexta-feira contra a Costa do Marfim.

Em declarações ao jornal L’Équipe, que revelou o caso na quarta, Le Graët descartou qualquer punição a Mbappé e acrescentou que a FFF vai trabalhar para “melhorar as coisas para que todos fiquem contentes, jogadores e patrocinadores”.

Publicações relacionadas