adblock ativo

Após eliminação, Poliana Okimoto chora na enfermaria

Publicado quinta-feira, 09 de agosto de 2012 às 10:59 h | Atualizado em 09/08/2012, 13:00 | Autor: Agência Folhapress
Poliana Okimoto na prova de Maratona Aquática em Londres 2012
Poliana Okimoto na prova de Maratona Aquática em Londres 2012 -
adblock ativo

A nadadora Poliana Okimoto chorou na enfermaria ao comentar com o chefe da delegação da maratona aquática sua desistência dos 10 km dos Jogos de Londres, na manhã desta quinta-feira, 9.

Segundo Igor de Souza, a nadadora estava abalada por ter passado mal e perdido a chance de brigar por uma medalha. Ela abandonou a competição na quinta volta, com hipotermia.

"Quatros anos de preparação e você leva uma patada dessas...ela está triste, chorando. Tem meninas que estavam à frente dela das quais ela nunca perdeu", afirmou o dirigente.

A nadadora foi acompanhada por um médico do Comitê Olímpico Brasileiro na enfermaria do Hyde Park. A equipe brasileira acredita que ela possa ter sofrido um choque térmico. A água estava a 19º C. Do lado de fora, a temperatura oscilou entre 26º C e 27º C durante a competição. O sol estava forte.

Segundo Souza, o ideal para uma prova é que a água esteja entre 22º C e 23º C. Há competições no Brasil, como a Travessia dos Fortes, de 3,8 km, no Rio, que são disputadas a 19º C.

"Não foi falta de treino. Ela disputou o evento-teste aqui [em agosto do ano passado] e treinou aqui ontem. Já nadou também em temperaturas mais baixas. Mas cada prova é uma prova. O corpo dela não reagiu bem hoje", disse Souza.

adblock ativo

Publicações relacionadas