adblock ativo

Seleção masculina de vôlei pega Argentina nas quartas

Publicado quarta-feira, 17 de agosto de 2016 às 00:02 h | Atualizado em 17/08/2016, 12:03 | Autor: Da Redação
Seleção masculina de vôlei
Seleção masculina de vôlei -
adblock ativo

Após uma primeira fase na qual claudicou, perdeu partidas importantes e chegou para o duelo decisivo contra a França com o risco de ser eliminado precocemente da Rio-2016, a seleção brasileira masculina de vôlei volta nesta quarta-feira, 17, à quadra.

O objetivo, além de avançar para a semifinal, é fazer a primeira atuação de fato convincente nesta Olimpíada e ganhar moral para o restante da disputa por medalha.

O obstáculo para alcançar a meta não poderia ser melhor. O Maracanãzinho certamente estará completamente lotado e, se a vitória vier, os torcedores celebrarão muito a classificação diante da arquirrival Argentina, em jogo que começará às 22h15.

Bom para o Brasil é que, se no futebol os confrontos costumam ser equilibrados, no vôlei os hermanos são habituais fregueses da equipe verde e amarela.

O histórico entre as duas seleções aponta uma vantagem enorme para o Brasil, que levou a melhor em todos os 23 duelos entre os países na história da Liga Mundial.

Nas partidas que ocorreram neste século, o panorama é bem parecido. Os argentinos consequiram ganhar apenas duas vezes. Uma delas, na desimportante semifinal da Copa Pan-Americana de 2012.

O outro revés, no entanto, foi traumático para os brasileiros. Afinal, ocorreu em um cenário exatamente igual ao desta quarta: nas quartas de final de uma Olimpíada. Em Sydney-2000, a seleção, que vinha em fase de renovação após o inédito ouro em Barcelona-1992, acabou eliminada diante dos vizinhos.

"A gente tirou um dos favoritos, que era a França, e vai com tudo para cima da Argentina. A gente se fortaleceu", afirmou o líbero Serginho após a vitória sobre os franceses. "É sempre um jogo complicado, mesmo a gente tendo uma grande vantagem no confronto com eles", observou o meio-de-rede Lucão.

adblock ativo

Publicações relacionadas