adblock ativo

Para promover evento-teste, Rio-2016 leva mesa-tenistas para Central do Brasil

Publicado segunda-feira, 16 de novembro de 2015 às 11:38 h | Atualizado em 19/11/2021, 07:06 | Autor: Marcio Dolzan | Estadão Conteúdo
adblock ativo

O som do caminhar frenético e dos alto-falantes no interior da Central do Brasil, principal estação férrea do Rio de Janeiro, ganhou um barulho diferente na manhã desta segunda-feira: o das bolinhas de tênis de mesa. Uma ação de engajamento do Comitê Rio-2016 levou quatro dos principais mesa-tenistas brasileiros para interagir com os frequentadores da Central. A ideia era divulgar o esporte, chamar a população para os Jogos Olímpicos e promover o evento-teste da modalidade, que acontece de quarta a sábado, no Riocentro.

O evento contou com a presença dos atletas Gustavo Tsuboi, Gui Lin, Caroline Kumahara e Bruna Takahashi. "A ideia é aproximar o público dos Jogos, fazer com que o público conheça melhor os esportes que são menos conhecidos no Brasil e interagir com atletas de ponta", explicou Mariana Behr, gerente geral de Engajamento do Rio-2016.

Os jogadores aprovaram a ação. "Não esperava encontrar a Central assim (com tanta gente). Parece que já está todo mundo empolgado e ansioso para ver a Olimpíada", comentou Bruna Takahashi, uma das principais promessas do Brasil na modalidade, e que no início do mês conquistou o título do Desafio Mundial da categoria cadete, disputado no Egito.

Ouro no Jogos Pan-Americanos de Toronto por equipe e prata no individual, Gustavo Tsuboi também gostou. "É muito legal participar de um evento assim. Eu nunca tinha vindo na Central, é um local que tem bastante rotatividade de pessoas e acaba sendo importante para divulgar nossa modalidade", considerou.

"As pessoas estão tendo a oportunidade de vivenciar nosso esporte, ver como a gente consegue dar efeito e velocidade na bola. É muito legal eles poderem ver como é o tênis de mesa num País onde as pessoas gostam só do futebol. É um trabalho importante não só do comitê organizador, mas também da CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa), que tem como meta massificar o tênis de mesa e conseguir mais praticantes."

Quem conseguiu acertar os saques dos atletas ganhou ingressos para os dois últimos dias do evento-teste, que novamente será fechado ao público em geral. No total, 100 pares de ingressos seriam distribuídos. "Também estamos fazendo inscrição para voluntários. Além disso, estamos falando para o pessoal interessado sobre o site que oferece empregos para o Rio-2016", contou Mariana Behr.

adblock ativo

Publicações relacionadas