adblock ativo

Reino Unido pretende sediar Copa de 2030 apesar dos incidentes na Eurocopa

Publicado às | Atualizado em 19/10/2021, 17:30 | Autor: AFP
Após a edição de 2022, um grupo de trabalho estudará a eventual candidatura conjunta do Reino Unido e Irlanda para a organização do Mundial | Foto: AFP
Após a edição de 2022, um grupo de trabalho estudará a eventual candidatura conjunta do Reino Unido e Irlanda para a organização do Mundial | Foto: AFP -
adblock ativo

Apesar das sanções impostas na segunda-feira, 18, pela Uefa por conta dos incidentes ocorridos durante a final da Eurocopa 2020, em julho passado, em Londres, o Reino Unido continua determinado a sediar a Copa do Mundo de 2030, em um projeto conjunto com a Irlanda, informou a UK Sport (agência oficial esportiva britânica) nesta terça-feira, 19.

“Há lições a aprender, a FA (Federação Inglesa de Futebol) encomendou uma auditoria (...) É algo muito sério, mas não creio que isso signifique que a nossa candidatura esteja prejudicada”, avaliou Simon Morton, CEO da agência.

Morton faz parte de um grupo de trabalho encarregado de estudar a eventual candidatura conjunta do Reino Unido e Irlanda para a organização do Mundial, após a edição de 2022, no Catar, e de 2026, nos Estados Unidos, México e Canadá.

A Uefa puniu a Inglaterra com uma partida sem a presença de público e uma multa de 100.000 euros (116.000 dólares), pelo comportamento violento dos torcedores ingleses antes e durante a final da Eurocopa-2020, na qual a Itália venceu a seleção inglesa nos pênaltis.

adblock ativo

Publicações relacionadas