Segurança do Uruguai na Copa América é preso por assediar brasileira

Publicado segunda-feira, 21 de junho de 2021 às 13:50 h | Atualizado em 21/06/2021, 13:59 | Autor: Da Redação

Um segurança da seleção do Uruguai foi preso na madrugada desta segunda-feira, 21, acusado de importunação e assédio sexual contra uma funcionária do hotel onde a delegação está hospedada, no Centro de Cuiabá. As informações são do site IG.

Segundo boletim de ocorrência da Polícia Militar, o suspeito teria assediado uma mulher contratada como segurança da Conmebol. O acusado foi ouvido no Plantão de Atendimento à Vítima de Violência Doméstica e Sexual de Cuiabá e autuado por importunação e assédio sexual. Logo após, ele foi encaminhado para audiência de custódia.

A vítima relatou que, na noite de domingo, o segurança passou por ela e a cumprimentou. Depois, ele perguntou sobre que horas ela sairia do serviço e quanto ela ganhava. O suspeito, então, teria pedido um beijo e colocado notas de dólares no banco onde ela estava sentada.

Ignorado, o suspeito então teria segurado a vítima pelo braço e colocado mais dólares no bolso do jaleco da funcionária. A cena foi flagrada por câmeras de segurança do hotel. Questionado por policiais, o suspeito negou o assédio, entretanto, confirmou que ofereceu as notas de 10 dólares, duas vezes, para a mulher.

Em nota, a Conmebol afirmou que “permanece atenta às resoluções que emanam das autoridades judiciais ou administrativas que lidam com a denúncia e acatará pontualmente o que quer que seja que elas decidam”.

Além disso, lamentou o ocorrido. “A Conmebol rejeita e condena firmemente qualquer forma de assédio sexual e continuará a trabalhar por um futebol livre de discriminação, violência e assédio e em favor do esporte como instrumento para o desenvolvimento e o crescimento dos indivíduos e das sociedades”.

Publicações relacionadas