adblock ativo

Caetano Veloso homenageia Dona Canô, que faria 106 anos

Publicado segunda-feira, 16 de setembro de 2013 às 14:56 h | Atualizado em 16/09/2013, 14:56 | Autor: Da Redação
Caetano bebê e Dona Canô
Caetano bebê e Dona Canô -
adblock ativo

Caetano Veloso fez uma homenagem à mãe, Dona Canô, nesta segunda-feira, 16, data em que a matriarca da família Veloso completaria 106 anos. O cantor e compositor usou o Instagram para escrever sobre a mãe.

Confira abaixo a mensagem de Caetano:

Hoje é o primeiro 16 de setembro em que não estamos com minha mãe na missa e na festa em Santo Amaro. Até o ano passado, quando ela completou 105 anos, Dona Canô esteve presente e atuante em todos os lugares por onde se estendia o festejo. Da Igreja da Purificação à nossa casa na Rua do Amparo, ela nunca pareceu sentir incômodo com a balbúrdia. A casa é até larga, com duas alas ao lado da porta guarnecida por um portãozinho de ferro rendado. Mas é muito mais comprida (as outras, vizinhas, quando são estreitas, são igualmente longas, com corredores que chegam a quintais que vão dar na Estrada dos Carros). As festas de aniversário de minha mãe pareciam festas de largo, começando na calçada e se estendendo até o fundo do quintal. Minha mãe percorria várias vezes essa longura na cadeira de rodas, passando por tantos amigos e parentes de todas as idades. Para mim é uma data incrivelmente mágica o dia do nascimento de minha mãe. Ela era a vida. E era toda a sabedoria que a vida pode ter sobre si mesma. Tenho saudade do tempo em que ela, cabelo todo preto e muito curto, tocava prato no samba-de-roda (Edith era a mestra, mas minha mãe também tinha a pegada). Hoje não estou em Santo Amaro. Nem sequer estou no Brasil. Faz muito frio em Buenos Aires e chove. Mas está tudo bonito assim na madrugada. Sempre que consigo me sentir um pouco alegre, dou graças a minha mãe.

Dona Canô faleceu em Salvador, no dia 25 de dezembro de 2012, após ser internada com isquemia cerebral.

adblock ativo

Publicações relacionadas