Avaria técnica causou atraso no lançamento de nanossatélite

Publicado sábado, 20 de março de 2021 às 18:14 h | Atualizado em 20/03/2021, 19:53 | Autor: Agência Brasil

Uma falha técnica foi identificada no foguete Soyuz-2.1A momentos antes da previsão de lançamento, que deveria ter acontecido às 3h07 deste sábado, 20, informou a agência espacial russa Roscosmos - responsável pelo foguete e pelo Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.


Pelas redes sociais, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, se manifestou sobre o reagendamento. “Segurança em primeiro lugar sempre!”, frisou o ministro.


A missão, que foi reagendada para às 3h07 da próxima segunda-feira, 22, levará o nanossatélite brasileiro NanoSatC-Br2 para a órbita terrestre. A missão envolve Brasil, Rússia e outros 16 países - a maior parceria aeroespacial internacional para lançamentos de satélite registrada até hoje.

Publicações relacionadas