EUA alerta que Rússia quer anexar territórios ucranianos que controla

Porta-voz doConselho de Segurança Nacional, John Kirby, diz que Moscou começou a implantar manual de anexação

Publicado terça-feira, 19 de julho de 2022 às 23:29 h | Atualizado em 19/07/2022, 23:29 | Autor: AFP
Kirby disse que as áreas visadas incluem Kherson, Zaporizhia, Donetsk e Lugansk
Kirby disse que as áreas visadas incluem Kherson, Zaporizhia, Donetsk e Lugansk -

Os Estados Unidos acusaram, nesta terça-feira, 19, a Rússia de promover planos para anexar mais território ucraniano. "A Rússia está preparando as bases para anexar o território ucraniano que controla em violação direta da soberania da Ucrânia", disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional (NSC), John Kirby, a repórteres.

"A Rússia já está instalando representantes e funcionários ilegítimos nas áreas da Ucrânia que estão sob seu controle", acrescentou. De acordo com Kirby, Moscou começou a implantar "uma versão do que pode ser chamado de manual de anexação, muito semelhante ao que vimos em 2014", quando invadiu e anexou a Crimeia.

Além disso, Kirby disse que a Rússia tem planos de organizar "referendos falsos" nas áreas controladas, possivelmente em setembro. "A anexação forçada será uma violação flagrante da Carta da ONU e não permitiremos que fique sem resposta ou impune", afirmou Kirby.

O porta-voz do NSC disse que estava "expondo" os planos russos "para que o mundo saiba que qualquer suposta anexação é premeditada, ilegal e ilegítima".

"Vamos responder rápida e severamente e em paralelo com nossos aliados e parceiros", acrescentou. "Estamos sancionando os fantoches instalados pela Rússia."

Kirby disse que as áreas visadas incluem Kherson, Zaporizhia, Donetsk e Lugansk. 

Publicações relacionadas