adblock ativo

Europeus ajudam palestinos com 100 milhões de euros

Publicado sexta-feira, 16 de junho de 2006 às 15:21 h | Atualizado em 16/06/2006, 15:21 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

Líderes da União Européia (UE) concordaram hoje em estabelecer um mecanismo de ajuda aos palestinos que não desrespeite o boicote financeiro imposto ao governo liderado pelo Hamas. De acordo com o plano, a verba - inicialmente 100 milhões de euros (equivalente a US$ 126 milhões) - seria destinada aos serviços de saúde e assistência social.

Desde que o Hamas assumiu o executivo da Autoridade Nacional Palestina (ANP), em março, os principais fundos de ajuda financeira aos palestinos, que também são importantes fontes de renda da ANP, foram canceladas. Estados Unidos, UE e Israel classificam o grupo como uma organização "terrorista".

Em uma declaração conjunta, os 25 países membros do bloco europeu disseram continuar "prontos para contribuir com uma quantia substancial ao mecanismo internacional". A fala deixa claro que o dinheiro será enviado a contas criadas especialmente para beneficiar os palestinos, mas não o Hamas.

A comissária européia de Relações Exteriores, Benita Ferrero-Waldner, afirmou hoje que os líderes "estão muito perto de um acordo" sobre o mecanismo, que o Quarteto de Madri (UE, Rússia, EUA e a ONU) encomendou à Comissão Européia (CE) para manter as ajudas sem ter que passar pelo Governo palestino, liderado pelo grupo radical Hamas.

Segundo a porta-voz de Exteriores da CE, Emma Udwin, espera-se "para os próximos dias" um acordo com os demais membros do Quarteto, as instituições financeiras e os países doadores, e que os primeiros pagamentos aos palestinos possam ser feitos no início de julho.

A comissária viajará no dia 19 a Israel e aos territórios palestinos para apresentar o mecanismo ao primeiro-ministro israelense Ehud Olmert, à ministra de Exteriores Tzipi Livni, e ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, que será o principal interlocutor da comunidade internacional nos territórios.

adblock ativo

Publicações relacionadas