Foguete chinês de 20 toneladas pode atingir área habitada da Terra

Segundo o Comando Espacial dos EUA, um fragmento do Long March, da China, deve cair na próxima semana

Publicado sexta-feira, 29 de julho de 2022 às 13:26 h | Atualizado em 29/07/2022, 13:29 | Autor: Da Redação
O Long March 5B foi lançado no último domingo
O Long March 5B foi lançado no último domingo -

Uma parte de um foguete chinês, Long March 5B, de 23 toneladas, está caindo de volta à Terra em uma descida descontrolada. Até o momento, os cientistas não sabem onde o veículo espacial vai pousar. Segundo o Comando Espacial dos EUA, que está rastreando sua trajetória, os detritos podem chegar ao nosso planeta no início da próxima semana.

O foguete que transportava o módulo de laboratório Wentian decolou da ilha de Hainan no domingo e atracou com sucesso no posto orbital da China na segunda-feira, 25.

O órgão espacial americano afirma que, após a separação da estação, o foguete entrou na órbita da Terra de forma irregular e com perda de altitude. Situação em que é impossível identificar, com precisão, a trajetória do equipamento. Só será possível ter o local exato quando o foguete reentrar à atmosfera terrestre. É a terceira vez que a agência espacial da China permite uma descida descontrolada potencialmente mortal.

Mesmo que o foguete caia do céu praticamente intacto, há uma boa chance de cair no oceano, que cobre 70% da superfície da Terra. Os cientistas só terão uma ideia precisa de onde o propulsor pousará algumas horas após a reentrada.

“Infelizmente não podemos prever quando ou onde [o impacto]”, disse Jonathan McDowell, astrônomo do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica que está rastreando o objeto.

"Um estágio de foguete tão grande não deve ser deixado em órbita para fazer uma reentrada descontrolada; o risco para o público não é grande, mas é maior do que eu me sinto confortável," finalizou o astrônomo.

Publicações relacionadas