Governo de Taiwan teme retaliações do governo chinês

Após visita de presidente da Câmara dos EUA segurança é reforçada em usinas, aeroportos e na internet

Publicado quarta-feira, 03 de agosto de 2022 às 19:06 h | Atualizado em 03/08/2022, 19:30 | Autor: Da Redaçao
Visita da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, provocou indignação do governo chinês
Visita da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, provocou indignação do governo chinês -

A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, passou menos de 24 horas em Taiwan mas a sua passagem provocou efeitos semelhantes aos de um tornado. Diante das declarações do governo chinês de que a congressista estaria brincando com fogo, o comando da ilha, que integra o território chinês, entrou em estado de alerta.

Segundo o porta-voz do gabinete de Taiwan, Lo Ping-cheng, o governo vai intensificar a segurança contra possíveis perturbações por "forças estrangeiras", incluindo ataques cibernéticos. O governo de Taiwan também aumentou a segurança nas principais infraestruturas, incluindo usinas de energia e aeroportos.

A indignação da China com a visita de um representante do alto escalão dos EUA à ilha, algo que não ocorria há 25 anos, resultou numa explosão de atividade militar nas águas que cercam o território, levando à convocação do embaixador dos EUA em Pequim e interrompendo a venda de produtos agrícolas por parte de Taiwan.

Lo Ping-cheng revelou o temor de que Taiwan seja alvo de campanhas de influência, incluindo o uso de fake news, para influenciar a opinião pública. "Estamos vendo uma guerra psicológica mais forte do que nunca e se intensificará nos próximos dias", disse Lo.

Publicações relacionadas