adblock ativo

Leilão de bens de Maradona só tem uma casa e uma BMW disponíveis

Quase todos os lotes dos bens do astro argentino já foram vendidos, menos os dois itens mais caros

Publicado terça-feira, 04 de janeiro de 2022 às 15:44 h | Atualizado em 04/01/2022, 15:58 | Autor: Diego Izquierdo | Telam | AFP
Ofertas devem ser aprovadas pela juíza Luciana Tedesco
Ofertas devem ser aprovadas pela juíza Luciana Tedesco -
adblock ativo

O leilão internacional de bens do falecido astro argentino do futebol Diego Maradona, que foi prolongado até 31 de dezembro, encerrou com a maioria dos lotes vendidos, menos uma casa e uma das duas BMW oferecidas, informou seu organizador Adrián Mercado.

"A princípio, a única coisa restaria vender é uma das duas BMW, a mais cara, e a casa (dos pais no bairro de) Villa Devoto. No restante, tivemos ofertas, resta apresentar à juíza, faremos isso nos próximos dias", declarou Mercado à AFP nesta terça-feira, 4.

Cerca de 90 bens de Maradona foram leiloados em 19 de dezembro em um leilão internacional online a cargo do Grupo Adrián Mercado Leilões, mas como vários lotes ficaram vagos, foi decidido estender o prazo para apresentação de licitantes até 31 de dezembro.

Nesse dia, as vendas somaram quase 26.000 dólares, segundo cálculos da AFP, que acompanhou o leilão online, enquanto bens avaliados em 1.420.000 dólares ficaram sem ofertas, incluindo a casa de Villa Devoto, na cidade de Buenos Aires, cuja base para leilão estava em 900.000 dólares.

Trata-se de uma propriedade de 700 m2 cobertos e 500 m2 de parque que o '10' deu de presente aos seus pais e onde eles viveram por mais de 30 anos.

Entre os bens mais caros, foi vendida uma BMW do ano 2016, cuja base era de 165.000 dólares. 

As ofertas devem ser aprovadas pela juíza Luciana Tedesco, responsável pela propriedade de Maradona e que ordenou o leilão em um acordo com os cinco filhos para pagar despesas e dívidas fiscais.

adblock ativo

Publicações relacionadas