Papa Francisco denuncia 'martírio' da Ucrânia

Declaração foi feita após a tradicional oração do Ângelus na praça São Pedro, no Vaticano

Publicado domingo, 27 de março de 2022 às 10:01 h | Atualizado em 27/03/2022, 10:02 | Autor: AFP
Papa denunciou "o martírio" da Ucrânia e "a agressão" do país por parte da Rússia
Papa denunciou "o martírio" da Ucrânia e "a agressão" do país por parte da Rússia -

O papa Francisco denunciou neste domingo, 27, em termos especialmente duros, "o martírio" da Ucrânia e "a agressão" do país por parte da Rússia. 

"Passou mais de um mês desde o início da invasão da Ucrânia, desde o começo desta guerra cruel e sem sentido, que, como toda a guerra, representa um fracasso para todos, para todos nós", disse o pontífice, após a tradicional oração do Ângelus na praça São Pedro do Vaticano.

Ele também denunciou "um ato bárbaro e de sacrilégio" contra uma "Ucrânia martirizada".

Publicações relacionadas