adblock ativo

Governo investe mais R$ 43 mi na requalificação do Centro

Publicado segunda-feira, 28 de setembro de 2015 às 15:19 h | Atualizado em 28/09/2015, 21:29 | Autor: Luan Santos
Investimento Centro Antigo
Investimento Centro Antigo -
adblock ativo

"O Centro Antigo está abandonado há muito tempo. Esperamos que estas obras ajudem a trazer a vida de volta". O relato é do comerciante Paulo Evangelista, 44, que atua na ladeira da Conceição da Praia, uma das 80 vias que vão passar por intervenções de pavimentação e requalificação no Centro.

A ordem de serviço para início das obras foi assinada nesta segunda-feira, 28, pelo governador Rui Costa, em solenidade no Espaço Itaú de Cinema - Glauber Rocha, na Praça Castro Alves, no Centro Histórico.

Nesta, que é a 2ª etapa do Plano de Reabilitação do Centro Antigo, serão investidos cerca de R$ 43 milhões em ruas do Centro, Dois de Julho, Nazaré e Politeama. A previsão é que as obras sejam concluídas em 18 meses - o prazo termina no primeiro semestre de 2017.

O plano total prevê 13 km em ciclofaixas e 73 km em nova pavimentação, com parte em asfalto (48 km) e em paralelepípedo (25 km).

As obras serão iniciadas pela Ladeira da Montanha e, em seguida, pelas ruas Pau da Bandeira, Manoel Vitorino, além das ladeiras da Misericórdia, Conceição da Praia e da Preguiça.

O objetivo, para o governador, é atrair investimentos e reocupar a região. "Em qualquer lugar do mundo, o Centro Histórico é lugar de convivência, nunca foi segregado. No passado, cometemos esse erro. Queremos corrigir isso, reintegrando o Centro Antigo à vivência da cidade", frisou.

Neste sentido, Rui Costa destacou que a transferência do Centro de Convenções para o Comércio tem também este objetivo. Ainda não há prazo para o início das obras do novo espaço.

O governador disse que há um projeto para ligar, por meio de túnel, a estação de metrô da Lapa até a Barroquinha. "Isso vai fazer com que qualquer pessoa na cidade possa chegar ao Centro por meio do metrô", disse.

As intervenções preveem novas calçadas em concreto lavado, permitindo a acessibilidade de portadores de necessidades especiais, com rampas de acesso e piso tátil. Além disso, serão realizados serviços de sinalização viária e obras de drenagem.

Alguns locais, como as ruas Chile e Direita do Santo Antônio, ganharão valas técnicas, que tiram parte da fiação aérea de energia elétrica, telefonia e internet e as instalam subterraneamente.

Degradação

A situação das ruas é de degradação. Com buracos nas calçadas e alguns trechos, como na Ladeira da Conceição da Praia, sem passeios para pedestres, o estado de conservação das vias é alvo de constantes reclamações.

Paulo Evangelista, que integra um grupo "os Arcos da Ladeira da Conceição" (que luta pela revitalização do local), diz que estas obras eram uma reivindicação antiga.

"Foi protelado por muito tempo. Esperamos que saia do papel e traga benefícios para todos", afirma ele, complementando que nasceu em uma casa no local, onde moravam os pais dele, mas, com o passar dos anos, acabou se mudando.

O líder comunitário Valdir da Encarnação, de Cajazeiras, foi à solenidade para acompanhar a assinatura da ordem de serviço. Para ele, a recuperação das vias do Centro interessa a toda a cidade.

"É uma região frequentada por toda a cidade, seja para trabalhar ou a passeio. Esperamos que a recuperação possa atrair investimentos e gerar empregos para a população", opinou.

O Plano de Reabilitação do Centro Antigo prevê investimentos de R$ 123 milhões na melhoria da infraestrutura urbana em cerca de 250 ruas da região, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC), do governo federal.

Essas requalificações de passeios e ruas foram divididas em cinco lotes. A primeira etapa conta com 55 ruas do Comércio e Calçada, enquanto no lote 2 estão 80 ruas do Centro, Nazaré, Politeama e Dois de Julho.

O lote 3, autorizado em julho  e onde o projeto foi iniciado, há 84 reformas previstas nos bairros da Saúde, Barris e Tororó. Para a 4ª etapa, serão oito ruas do Santo Antônio Além do Carmo, enquanto o 5º lote contempla 40 vias do Barbalho, Macaúbas, Soledade e Lapinha.

adblock ativo

Publicações relacionadas