Editorial - Novo inimigo mundial

Publicado domingo, 24 de julho de 2022 às 06:00 h | Atualizado em 23/07/2022, 23:49 | Autor: Da Redação
Vírus pode ser transmitido por saliva, contato com fluidos corporais e lesões cutâneas.
Vírus pode ser transmitido por saliva, contato com fluidos corporais e lesões cutâneas. -

Uma nova doença, a chamada “varíola dos macacos”, encontra-se em veloz expansão. O alerta emitido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) poderia ser levado a sério pelo Brasil, com o planejamento e a execução de ações por parte do Ministério da Saúde, antecipando-se à multiplicação das ocorrências.

Garantia de vigilância, atendimento, campanha massiva de comunicação, dimensionando os riscos, além da busca de diagnósticos e respostas para prevenir a escalada de infecções seriam iniciativas razoáveis.

Para ajudar aos países retardatários, foram publicadas primeiras diretrizes escolhidas por autoridades sanitárias em localidades nas quais a transmissão comunitária já vem se tornando inevitável, produzindo dor e sofrimento.

Também chamada “monkeypox”, a enfermidade nomeia o primata como protagonista, embora a culpa do surgimento da patologia possa ser atribuída a nossa espécie, uma vez ser o homem agente causador da agressão às florestas.  

A emergência é considerada global, com aspectos de segunda pandemia, de acordo com diretrizes divulgadas pelo Comitê de Emergência das Nações Unidas, como forma de unir esforços, assim como se fez diante da Covid-19.

Já são 75 países a registrar as vítimas do vírus, espalhando-se rapidamente por locais onde era inédito, tendo como similaridade à Sars-cov-2 o fato de não se ter conhecimento suficiente sobre seu perfil e modo de propagação.

Como o tráfego internacional de pessoas foi restabelecido, graças ao êxito parcial dos programas de imunização do coronavírus, agora é possível supor a disseminação rápida de outro surto de consequências imprevisíveis.

Dos 16 mil casos registrados, 592 já teriam sido confirmados em território brasileiro, produzindo a sensação de temor e a necessidade de buscar meios de defesa diante da infecção em fase de espalhar-se por todos os continentes.

Publicações relacionadas