adblock ativo

Editorial - Vacina contra a mentira

Publicado às | Atualizado em 03/10/2021, 10:38 | Autor: Da Redação
Campanha começou na última sexta-feira | Foto: Felipe Iruatã | Ag. A TARDE
Campanha começou na última sexta-feira | Foto: Felipe Iruatã | Ag. A TARDE -
adblock ativo

A Campanha Nacional de Multivacinação tem na aversão à mentira a oportunidade de êxito, ao apresentar à sociedade brasileira a proposta de imunizar crianças e adolescentes de até 15 anos, considerando a proteção um bem necessário para a saúde e a felicidade.

São 18 tipos de vacina de comprovada eficácia, embora indevidamente questionadas por grupos espalhados pela internet, iludindo as pessoas vulneráveis, à medida do crescimento da inclusão digital proporcionalmente direta ao despreparo para utilização das tecnologias.

Embora não se possa estabelecer uma relação de causa e efeito do tipo “se a, então b”, é preciso verificar a coincidência da queda na cobertura vacinal nos últimos anos, quando procriaram em velocidade de logaritmo as quadrilhas investigadas pela Polícia Federal.

A hipótese é acolhida por autoridades do Ministério da Saúde, ao identificar conteúdos falsos provenientes das visões dogmáticas por parte de organizações clandestinas de perfil anticiência, a utilizar-se da boa fé de quem acredita obter delas alguma informação confiável.

Os índices de vacinação chegavam à quase totalidade do público imunizável, na época do personagem Zé Gotinha, até meados da década passada, mas hoje revelam queda para cerca de 60%, permitindo a preocupação com a possível volta das doenças erradicadas no país.

A ameaça da poliomielite, sarampo, catapora e caxumba aumenta com a redução da presença nos postos, em uma inversão subitamente potencializada pelo acesso a blogs, sites e redes sociais contaminados de ignorância e maldade.

A mobilização de recursos da sociedade civil, aliada ao Estado brasileiro, segue até o final do mês, quando espera-se uma estatística favorável ao vigor da juventude, no enfrentamento das trevas pela civilização.

Uma vitória sobre as proposições falsas cumprirá a meta de entregar ao maior número de pais e responsáveis o convite a fim de garantir o futuro do Brasil, hoje sob ataque, em mais esta fronteira ocupada por quem não tem compromisso com a verdade e a vida.

adblock ativo

Publicações relacionadas