Rui Costa responsabiliza PP por “farra do orçamento secreto”

Governador justificou pelo fato de PP ter presidência da Câmara e Casa Civil da Presidência da República

Publicado sexta-feira, 18 de março de 2022 às 09:26 h | Atualizado em 18/03/2022, 09:26 | Autor: Da Redação
Rui Costa deu entrevista na manhã desta sexta-feira, 18, para algumas rádios do interior
Rui Costa deu entrevista na manhã desta sexta-feira, 18, para algumas rádios do interior -

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), voltou a se referir de maneira negativa a representantes de ex-legenda aliada, na manhã desta sexta-feira, 18, em entrevista para um grupo de rádios do interior do estado. 

Ao falar sobre orçamento secreto, classificado por Rui como “uma verdadeira farra de recursos”, o governador responsabilizou o PP por conta dos cargos de alguns dos seus representantes. “Quem pilota esse orçamento é a Câmara dos Deputados, cujo presidente é do PP, o senhor Lira [Arthur], partido esse que tem na Casa Civil do presidente da República, seu presidente de honra, o Ciro Nogueira”.

A verba do orçamento secreto é fruto de negociação entre Governo Federal e Congresso Nacional desde 2020. Embora o Orçamento Geral da União tenha uma quantia prevista para as verbas parlamentares de maneira geral, ao contrário das emendas individuais, em que se sabe o valor exato destinado a cada parlamentar, no orçamento secreto a negociação da verba parlamentar tem sigilo. O líder de oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou parecer da consultoria da casa que defende que os nomes envolvidos nas emendas sejam revelados.

A recente saída do PP da base aliada de Rui Costa fez com que o governador da Bahia acusasse seus ex-aliados de traição. Na quinta-feira, 17, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), teve oficializada em evento sua aliança com o pré-candidato a governador, ACM Neto (UB). Leão se tornou pré-candidato ao Senado pelo grupo adversário de Rui Costa.

Publicações relacionadas