adblock ativo

Bolsonaro afirma ter vontade de privatizar a Petrobras

Publicado às | Atualizado em 14/10/2021, 11:47 | Autor: Da Redação
Presidente não quer ser responsabilizado pela alta no preço dos combustíveis | Foto: Anderson Riedel | PR
Presidente não quer ser responsabilizado pela alta no preço dos combustíveis | Foto: Anderson Riedel | PR -
adblock ativo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira, 14, ter vontade privatizar a Petrobras. Ele justificou a possível medida como uma maneira de não ter qualquer responsabilidade relacionada aos preços dos combustíveis. O chefe do Executivo disse que irá analisar a viabilidade da privatização com a equipe econômica do governo, liderada por Paulo Guedes.

“Eu já tenho vontade de privatizar a Petrobras, tenho vontade, vou ver com a equipe econômica o que a gente pode fazer, porque, o que acontece? Eu não posso, não é controlar, não posso melhor direcionar o preço do combustível, mas quando aumenta a culpa é minha. Aumenta o gás de cozinha, a culpa é minha, apesar de ter zerado o imposto federal”, disse Bolsonaro em entrevista à rádio Novas de Paz, de Recife (PE).

"Posso interferir na Petrobras? Posso, mas não devo. Se interferir, vou responder por crime de responsabilidade. Posso baixar para R$ 3? Até posso, mas é crime de responsabilidade", acrescentou o presidente.

A privatização da Petrobras também é defendida pelo ministro da Economia Paulo Guedes. Bolsonaro, no entanto, demonstra uma posição volátil quanto ao assunto, já que enquanto deputado federal defendia a estatal como empresa estratégica para o setor energético e que deveria ficar sob responsabilidade do governo.

No início do governo, Bolsonaro indicou para a presidência da estatal o economista Roberto Castello Branco, defensor da privatização da companhia. Atualmente, a empresa é presidida pelo general da reserva Joaquim Silva e Luna.

adblock ativo

Publicações relacionadas