Bolsonaro doou de maneira irregular R$ 10 mil em espécie para campanha do filho

Publicado quarta-feira, 07 de outubro de 2020 às 18:29 h | Atualizado em 07/10/2020, 18:32 | Autor: Da Redação

A campanha para a reeleição do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) à Câmara Municipal do Rio de Janeiro recebeu R$ 10 mil em espécie do presidente Jair Bolsonaro, pai do vereador. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de São Paulo e confirmada através de dados disponibilizados pelo próprio Carlos Bolsonaro ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O depósito feito pelo presidente contraria regras estabelecidas pelo TSE para doações eleitorais. De acordo com o Tribunal, doações desta natureza, com dinheiro vivo, acima de R$ 1.064,10, não podem ser realizadas mediante transferências bancárias.

O tribunal estabeleceu a regra em 2015 com o objetivo de evitar lavagem de dinheiro em eleições. Embora o depósito em dinheiro não configure como crime, a prática pode ter o objetivo de dificultar o rastreamento da origem de valores obtidos de maneira ilegal.

O Palácio do Planalto e o vereador não comentaram o caso até a publicação desta notícia.

Publicações relacionadas