Bolsonaro 'fala muita besteira, na minha concepção', avalia Cocá

Prefeito de Jequié defendeu nivelamento da educação no Brasil

Publicado quinta-feira, 17 de março de 2022 às 14:56 h | Atualizado em 17/03/2022, 15:08 | Autor: Lucas Franco e Matheus Calmon

Prefeito de Jequié e presidente da UPB, Zé Cocá (PP) defendeu nesta quinta-feira, 17, o nivelamento da educação no Brasil nas esferas federal, estadual e municipal. Na ocasião ele afirmou que um dos principais problemas do presidente Jair Bolsonaro, para ele, é a falta de trato com as palavras.

Durante evento com as presenças do pré-candidato ao Governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil), do presidente do Progressistas da Bahia, João Leão, outras lideranças estaduais e da imprensa, Cocá afirmou, em entrevista ao Portal A TARDE, que é necessário que o governo federal adote critérios educacionais e, em seguida, sejam criados os modelos estaduais e municipais.

"Você vê estados com case de sucesso, municípios com case de sucesso e às vezes próximos municípios, ruins", afirmou. Ele pontuou que não é possível que cada município adote planos diferentes, o que escancara a descontinuidade do serviço educacional.

"Falta uma política geral sobre a questão educacional e para mim não é culpa só de estado, é culpa do governo federal de anos e anos que não tem feito uma política nesse sentido".

Sobre a gestão do governo Bolsonaro, Cocá afirmou que seu maior problema é 'a boca'. Ele pontuou que a pandemia causou limitações na gestão.

"Fala muita besteira, na minha concepção. Estamos falando de um líder, então tem que medir as palavras, avaliar o que se discute".

Ele usou o exemplo da Coreia do Sul, que criou um plano educacional de 50 anos que deve ser perpetuado independente dos governos.

"Cada um faz sua parte, mas precisamos de um plano. Acredito nesta forma de governar".

Publicações relacionadas