Bolsonaro prevê novas parcelas de auxílio emergencial e aumento no Bolsa Família

Publicado quarta-feira, 16 de junho de 2021 às 10:19 h | Atualizado em 16/06/2021, 10:48 | Autor: Redação

O presidente Jair Bolsonaro confirmou na noite da última terça-feira, 15, que o Ministério da Economia está estudando o pagamento de "mais duas ou três parcelas" do auxílio emergencial após o fim da rodada atual, que termina em julho.

Em entrevista à SIC TV, afiliada da RecordTV em Rondônia, o presidente afirmou que o pagamento terá um valor médio de R$250 e que baterá o martelo após reunião com os ministérios da Saúde e da Cidadania, que gere o programa. Segundo a equipe econômica do Planalto, o custo estimado para a renovação do programa por 3 meses é de R$ 27 bilhões.

Ainda de acordo com Bolsonaro, a medida antecipará uma repaginação do Bolsa Família, que poderá ter um aumento de 50% em dezembro e passará de R$190 mensais para R$300, contemplando cerca de 18 milhões de famílias.

"No tocante ao Bolsa Família, tivemos uma inflação durante a pandemia no tocante aos produtos da cesta básica em torno de 14%, você teve item que subiu até 50%, sabemos disso daí. A a ideia é dar um aumento de 50% para ele em dezembro. Passaria de, em média, R$ 190 para R$ 300. É isso que está praticamente acertado aqui", afirmou.

Publicações relacionadas