PoderData: avaliação do governo Bolsonaro volta a piorar

De acordo com o levantamento, 57% afirmaram reprovar a atual gestão, enquanto 35% disseram aprovar

Publicado quinta-feira, 17 de março de 2022 às 17:55 h | Atualizado em 17/03/2022, 17:56 | Autor: Da Redação
Diferença entre taxas de reprovação e aprovação passou de 16 para 22 pontos percentuais
Diferença entre taxas de reprovação e aprovação passou de 16 para 22 pontos percentuais -

A rejeição ao governo Bolsonaro voltou a aumentar, aponta a última pesquisa PoderData, realizada entre 13 e 15 de março. De acordo com o levantamento, 57% afirmaram reprovar a atual gestão, enquanto 35% disseram aprovar e 8% não souberam responder. Na rodada anterior, o índice de rejeição era de 53% e o de aprovação, 37%.

Ou seja, a diferença entre as duas taxas passou de 16 para 22 pontos percentuais. É a primeira vez no ano que as curvas se afastam, revertendo o movimento que havia de janeiro para cá, segundo a pesquisa.

No recorte por gênero, 59% das mulheres avaliaram o trabalho do presidente Jair Bolsonaro como "ruim” ou “péssimo”, enquanto este índice é de 43% entre os homens. Entre os jovens de 16 a 24 anos, 59% consideram o desempenho de Bolsonaro como “ruim” ou “péssimo”.

Na avaliação por região, o maior percentual de bom/ótimo está no Norte (35%) e o menor, no Nordeste (20%). Por renda familiar, a taxa de “ruim” ou “péssimo” é mais alta entre os que ganham até dois salários mínimos: 58%.

Com 3 mil entrevistas realizadas, a pesquisa tem intervalo de confiança de 95%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é BR-00835/2022.

Publicações relacionadas