PP desiste de assinar requerimento de CPI da Petrobras

Dos 56 deputados da sigla´, apenas o líder do governo na Câmara, Arthur Lira, assinou o requerimento

Publicado terça-feira, 21 de junho de 2022 às 21:26 h | Atualizado em 21/06/2022, 21:26 | Autor: Da Redação
Lira foi o único congressista do PP a assinar requerimento de CPI da Petrobras
Lira foi o único congressista do PP a assinar requerimento de CPI da Petrobras -

O Partido Progressistas decidiu não apoiar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Preço dos Combustíveis. A posição foi tomada depois de reuniões e consultas feitas pelo líder da bancada, deputado André Fufuca (PP-MA).

Em mensagem enviada aos deputados da bancada, Fufuca informou, de acordo com o colunista Gerson Camarotti, do G1, que neste momento a bancada vai aguardar outras deliberações do governo sobre o tema do preço dos combustíveis. Ele esclareceu ainda que o PP não é contra a CPI, mas que, agora, o momento não é adequado.

Dos 56 deputados da sigla do ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PI), apenas o líder do governo na Câmara, Arthur Lira (PP-PR), assinou o requerimento. A líder da bancada feminina na Casa, Celina Leão (PP-DF), chegou a subscrever o pedido, mas retirou sua assinatura.

O pedido de abertura da CPI do Preço dos Combustíveis começou a circular nesta segunda-feira, 20. Mesmo após a renúncia de José Mauro Coelho da presidência da Petrobras, a base aliada se articula em favor do presidente Jair Bolsonaro (PL). Para instalar o colegiado são necessárias 171 assinaturas.

Publicações relacionadas