Campanha de Trump mergulha em incertezas após diagnóstico de Covid

Publicado sexta-feira, 02 de outubro de 2020 às 15:06 h | Atualizado em 02/10/2020, 15:09 | Autor: Da Redação

O diagnóstico de Covid-19 do presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, anunciado nessa sexta-feira, 2, gerou incertezas na campanha do republicano. Faltando 32 dias para a eleição, Trump precisou cancelar viagens, comícios e seu debate no próximo dia 15. As informações são da Folha de S. Paulo.

O político, em suas falas, sempre minimizava a gravidade do novo coronavírus e tratava a pandemia como algo partidarizado.

O cenário eleitoral americano se mantém incerto, em especial em um momento que muitos eleitores já votaram pelo correio ou de forma antecipada.

De acordo com a Casa Branca, o presidente apresenta sintomas leves. Caso ele se recupere rapidamente, a retórica de que a Covid-19 é apenas uma “gripezinha” pode se perpetuar entre os eleitores. No entanto, caso o quadro se agrave, Trump que faz parte do grupo de risco por estar com sobrepeso e possuir 74 anos, pode despertar a empatia dos americanos que visualizam a morte de mais de 206 mil pessoas no país ou pode, inclusive, fazer com que ele pareça fraco.

Ele cancelou um evento que possuía hoje, 2, na Flórida, no qual era imprescindível para a sua reeleição. Também realizaria viagens decisivas, mas que caso cumpra a quarentena de, em média, 14 dias, tenham que ser canceladas.

Trump, que está atrás nas pesquisas, buscava tirar a concentração para a sua ineficácia condução durante a pandemia. O presidente defende, em meio aos seus discursos, a reabertura precoce do país, a não utilização de máscara, dentre outras medidas que são consideradas essenciais para comabter a propagação do vírus, segundo as autoridades da saúde.

Publicações relacionadas