adblock ativo

Com Bolsonaro ausente, delegação brasileira terá cerca de cem pessoas na COP26

Publicado às | Atualizado em 28/10/2021, 11:44 | Autor: Redação
Presidente diz que sua falta é “estratégia” do governo. | Foto: Sergio Lima/AFP
Presidente diz que sua falta é “estratégia” do governo. | Foto: Sergio Lima/AFP -
adblock ativo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quarta-feira, 27, que não deve participar da COP26 (26ª Conferência das Nações Unidas para a Mudança do Clima), que começa no próximo domingo, 31, em Glasgow, na Escócia.

“A princípio eu não vou. É uma estratégia nossa, o nosso ministro do Meio Ambiente [Joaquim Leite] vai. E é um local que nós já assumimos compromisso, estamos cumprindo”, disse em entrevista a uma emissora de TV de Manaus.

De acordo com o presidente, o que acontece fora do normal com relação ao desmatamento na floresta amazônica, não é culpa dele. “Reduzimos os números da Amazônia bastante, poderíamos ter reduzido muito mais se o Rodrigo Maia [ex-presidente da Câmara dos Deputados] não tivesse boicotado uma MP [medida provisória] nossa que tratava da regularização fundiária. A gente conseguindo isso, que vamos aprovar ainda esse ano, qualquer foco de calor você sabe de quem é o CPF daquele foco”, declarou.

“Você pega a região amazônica que é fiscalizada, é maior que a Europa Ocidental, como é que vai tomar conta dessa enormidade? Tem alguma coisa criminosa? Tem”, afirmou o presidente.

O Sistema de Alerta de Desmatamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que monitora a floresta por meio de imagens de satélites, informou, porém, que em setembro ela perdeu diariamente uma área maior do que 4 mil campos de futebol.

Em todo o mês, foram devastados 1.224 km², o que corresponde ao tamanho da cidade do Rio de Janeiro e é a pior marca para setembro em 10 anos.

A delegação brasileira, com cerca de cem pessoas, será a segunda maior enviada por uma nação, atrás apenas da dos Estados Unidos.

Na segunda-feira, 25, o embaixador do Reino Unido no Brasil, Peter Wilson, disse que a ausência de Bolsonaro na COP26 “pode enfraquecer a voz do Brasil”.

Durante o período da COP26, Bolsonaro deve ir a Roma para participar da reunião do G20, grupo formado pelas 20 maiores economias do mundo.

adblock ativo

Publicações relacionadas