Com Carnaval indefinido, secretário de Saúde critica governador por "carnavais nos estádios"

Publicado sexta-feira, 26 de novembro de 2021 às 14:30 h | Atualizado em 26/11/2021, 14:35 | Autor: Rodrigo Aguiar

Em meio à indefinição sobre a realização do Carnaval, o secretário municipal de Saúde, Leo Prates, criticou nesta sexta-feira, 26, o governador Rui Costa por autorizar a presença massiva de público nos estádios, com liberação da venda de bebida alcoólica nos espaços.

O decreto estadual que autoriza a ocupação de 70% dos estádios foi prorrogado até o dia 10 de dezembro.

"Com todo respeito ao governador, deixo aqui as minhas considerações: as imagens que estamos vendo nos estádios de futebol da Bahia, inclusive com cerveja e 35.000 pessoas, remetem ao discurso de cautela? Qual o parâmetro epidemiológico para esta decisão?", questionou o secretário, em publicação no Twitter.


O governador e o prefeito Bruno Reis têm adotado discursos diferentes em relação ao Carnaval. Enquanto o gestor estadual se coloca contra a festa em 2022, com o argumento de que isso pode resultar em uma nova onda da covid-19, o chefe do Palácio Thomé de Souza defende a realização do Carnaval.

O prefeito já estabeleceu o final de novembro como data limite para uma definição sobre o assunto. No entanto, a discussão se arrasta há meses, com diversos adiamentos do referido prazo.

"Todo final de semana estamos vendo verdadeiros 'carnavais' nos estádios! Vamos todos pagar essa conta!", acrescentou Prates.

Publicações relacionadas