CPI define data de acareação entre Luana Araújo e coordenadora do PNI

Publicado terça-feira, 22 de junho de 2021 às 10:55 h | Atualizado em 19/11/2021, 12:18 | Autor: Da Redação

A CPI da Covid-19 promoverá uma acareação no dia 1º de julho entre a a infectologista Luana Araújo e a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Franciele Fantinato.

Requerida pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), a acareação foi aprovada pela cúpula da CPI no dia 9 de junho. O objetivo, segundo o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues é escalarecer informações sobre a vacinação de grávidas.

De acordo com a CPI, Franciele Fantinato teria sido responsável por uma nota técnica enviada aos estados em que é recomendada a vacinação de gestantes que tivessem recebido a primeira dose da Astrazeneca com qualquer vacina disponível.

Luana Araújo, que ficou pouco mais de 10 dias no Ministério da Saúde como secretária de enfrentamento à covid-19 e saiu antes de sua nomeação oficial foi responsável por orientar a suspensão da decisão.

"A gente vai entender se a recomendação foi proposital, se foi desleixo, negligência. Isso a gente só vai conseguir através dessa acareação que será feita na semana que vem", afirmou a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA).

Franciele Frantinato ainda não foi ouvida na CPi, mas faz parte da lista de pessoas investigadas pela comissão divulgada na última sexta-feira, 18, pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL). Ela também teve o sigilo telefônico e telemático quebrado.

Publicações relacionadas