adblock ativo

Eduardo Bolsonaro critica Alec Baldwin e vira alvo nas redes sociais

Publicado às | Atualizado em 23/10/2021, 13:55 | Autor: Da Redação
A publicação causou revolta em vários seguidores e até em apoiadores, que julgaram o texto como de "baixo nível" e "desnecessário" I Foto: Vinícius Loures I Agência Câmara
A publicação causou revolta em vários seguidores e até em apoiadores, que julgaram o texto como de "baixo nível" e "desnecessário" I Foto: Vinícius Loures I Agência Câmara -
adblock ativo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, compartilhou uma postagem feita por Donald Trump Jr. em crítica ao ator Alec Baldwin, que atirou acidentalmente em uma diretora durante a gravação do filme "Rust".

"Tradução livre: 'Aquele olhar quando um babaca desarmamentista mata mais pessoas com uma arma do que toda sua coleção de armas de fogo jamais matou...'. Ator Alec Baldwin matou uma mulher e deixou outro ferido com uma arma supostamente cenográfica. Talvez agora ele comece uma campanha contra armas cenográficas também, já que o problema é o objeto, não as pessoas que não sabem fazer checagem de segurança das armas que usam, algo mobral e básico para qualquer atirador ou policial iniciante", escreveu o deputado federal.

A publicação causou revolta em vários seguidores e até em apoiadores, que julgaram o texto como de "baixo nível" e "desnecessário".

Mesmo apoiando o governo atual, achei desnecessário esse pôster (sic), pois acho q jamais ele iria imaginar q a arma era de vdd", afirmou.

"Apoio o governo em algumas atitudes porém está sendo completamente sem nexo algum. Condenar alguém por um acidente é de uma completa falta de sensibilidade. É muito precipitado ainda falar sobre esse assunto que ocorreu", disse outro.

O caso aconteceu na quinta-feira, 21, no Rancho Bonanza Creek, uma locação famosa para filmes nos Estados Unidos, onde foram rodados longas-metragens como "Cowboys & Aliens" e "Longmire". Halyna Hutchins, 42, e o diretor do filme, Joel Souza, 48, foram atingidos por uma arma cenográfica disparada pelo ator e produtor.

A diretora de fotografia chegou a ser socorrida e levada de helicóptero a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Já Joel foi baleado no ombro, mas passa bem.

Um porta-voz de Baldwin disse que a morte foi um acidente. O artista depôs e foi liberado. Uma foto do jornal local "Santa Fe New Mexican" mostrou o ator chorando enquanto falava ao telefone do lado de fora da delegacia.

adblock ativo

Publicações relacionadas