Centrão se movimenta para evitar o adiamento das eleições em outubro

Publicado quinta-feira, 25 de junho de 2020 às 11:20 h | Atualizado em 25/06/2020, 12:15 | Autor: Da Redação

Os partidos que integram o Centrão na Câmara dos deputados se movimentam para tentar impedir o adiamento das eleições em outubro. Após passar pelo Senado, a proposta de Emenda à Constituição (PEC) será votada pela Casa Legislativa.

Na última terça-feira, 23, o Senado aprovou a PEC que adia as eleições para 15 de novembro. De acordo com o Estadão, além da desaprovação do Centrão na Casa, a ação tem o aval do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). Os partidos Progressistas e Republicanos já se posicionaram contra. O PL demonstrou tendência a seguir, o DEM encontra-se dividido, e o MDB liberou para que os parlamentares votassem de acordo com o entendimento individual.

Os parlamentares que se opõem à PEC argumentam que adiar o pleito não garante que a situação dos casos da pandemia do coronavírus seja controlada. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apesar de defender adiar as eleições, porém sem prorrogar mandatos, reconhece que há divergência para aprovação na Casa Legislativa.

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 4 de outubro. A PEC aprovada pelo Senado adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo para 29 de novembro.

Publicações relacionadas